Doping: UCI vai recorrer contra absolvição de Contador

O caso de doping do espanhol Alberto Contador vai mesmo ser julgado pelo Tribunal Arbitral do Desporto (TAS). Cumprindo as expectativas, a União Ciclista Internacional (UCI) vai apresentar recurso contra a absolvição do vencedor da Volta à França do ano passado

"A UCI decidiu hoje - dentro do prazo estipulado pelos regulamentos - recorrer para o TAS, em Lausana, contra a decisão da Real Federação Espanhola de Ciclismo (RFEC). Ele foi absolvido após ter um teste positivo por clembuterol durante um teste em competição realizado a 21 de Julho de 2010", num dia de descanso do Tour, anunciou o organismo federativo em comunicado.

"A decisão de recorrer segue-se a um estudo aprofundado do dossier envido pela RFEC", disse ainda um curto comunicado da UCI, que nos últimos meses trabalhou neste caso com ajuda da Agência Mundial Antidopagem (AMA), organismo que chegou a admitir apelar sozinha para o TAS caso a UCI decidisse não apresentar recurso.

As análises detectaram a Contador 50 picogramas de clembuterol por mililitro de urina. O corredor defendeu-se alegando que foi vítima de uma contaminação alimentar, com carne de vaca comprada no País Basco, proveniente de um animal que teria sido engordado ilegalmente com ajuda de clembuterol.

Inicialmente, o comité de competição da RFEC propôs um ano de suspensão, mas o corredor apresentou mais relatórios científicos, que supostamente suportavam a teoria base da sua defesa, e a RFEC acabou por absolvê-lo. Decisão que se seguiu a uma onda de declarações de altos dirigentes do desporto e do Estado espanhol, incluindo o primeiro-ministro José Luis Rodríguez Zapatero, a dizer que não havia razão jurídica para punir o ciclista (ver relacionados).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG