Ciclistas portugueses defendem Alejandro Marque

Ciclistas lusos acreditam que o vencedor da Volta a Portugal de 2013 será admitido na Movistar e criticam que Marque esteja a ser "crucificado" por quem quer "ver sangue".

O ciclista Bruno Pires reagiu neste domingo com prudência ao alegado controlo antidoping positivo de Alejandro Marque durante a edição de 2013 da Volta a Portugal, ganha pelo espanhol, não poupando críticas ao comportamento da comunicação social neste caso.

"Acredito que o Alejandro [Marque] será readmitido na Movistar, se estiver inocente neste caso, mas parece que a comunicação social quer ver 'sangue'", disse Bruno Pires à agência Lusa, à margem de uma corrida solidária realizada em Paços de Ferreira.

O colega de Alberto Contador e Sérgio Paulinho na Saxo-Tinkoff, equipa dinamarquesa do pelotão do World Tour, onde deverá permanecer (o anúncio da renovação deverá ser feito pela equipa na próxima semana), desvalorizou, por outro lado, o anúncio da desistência da Movistar de contratar Marque, considerando que "é o preço a pagar".

"Com a quantidade de notícias sobre doping no ciclismo, as equipas com uma imagem de marca muito forte, como a Movistar, e uma política de tolerância zero, automaticamente excluem os ciclistas. É o preço a pagar", sublinhou Bruno Pires.

A este propósito, Manuel Cardoso, campeão nacional de ciclismo e organizador da corrida solidária, disse ser "uma opção da equipa espanhola" e lembrou que "na Movistar [Alejandro Marque] não é um ciclista de referência".

Em sentido oposto, Vergílio Santos, da Rádio Popular - Boavista, oitavo na última edição da Volta a Portugal, considerou que "estão a crucificar o Alejandro Marque".

"Segundo sei, a União Ciclista Internacional pediu esclarecimentos [documentação a comprovar a lesão no joelho e a forma como foi feita a infiltração], o Marque não nega nada e a Movistar devia de aguardar, pois os resultados, como espero e desejo, podem dar negativos", defendeu o ciclista, de 37 anos.

Rui Sousa, terceiro na Volta 2013 e que vai reencontrar Vergílio Santos no Boavista, evitou, por sua vez, comentar o controlo antidoping positivo de Marque durante a edição de 2013 da Volta a Portugal, divulgado esta semana pelo jornal espanhol El País, enquanto o "rei da montanha" português em 2013, Márcio Barbosa, da LA-Antarte, falou de "uma má notícia".

Manuel Cardoso, Tiago Machado, André Cardoso, Nelson Oliveira, Márcio Barbosa, Vergílio Santos, Rui Vinhas e Bruno Pires, entre muitos outros ciclistas profissionais, além de Cândido Barbosa, um ex-ciclista (o campeão do mundo Rui Costa esteve representado pelo irmão), participaram hoje em Paços de Ferreira no Passeio dos Campeões, um evento de cariz solidário que contou com mais de 600 inscritos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG