"A provar-se pode acabar com a carreira de um jogador"

Rúben Semedo foi detido, acusado de agressão, sequestro e roubo. Advogado do jogador falou ao DN antes de conhecer acusação

Rúben Semedo foi ontem detido na sua casa, nos arredores de Valência, sob a acusação de agressão, sequestro e roubo. O central português do Villarreal, para onde se transferiu no início da época proveniente do Sporting a troco de 14 milhões de euros, deverá ser ouvido nas próximas horas por um juiz, isto depois de um homem ter acusado o internacional sub-21 português. O advogado do defesa, em declarações ao DN, admitiu que a carreira poderá estar em risco, caso se confirmem as acusações.

Tudo terá acontecido no dia 11 de fevereiro, de acordo com o jornal Las Provincias. O jogador de 23 anos, juntamente com outras duas pessoas, terá ameaçado o homem em causa, com uma arma, tendo sido alegadamente agredido e roubado. A testemunha, que apresentava várias contusões no corpo, relatou ainda que um dos agressores disparou dois tiros para o assustar.

No depoimento às autoridades, o queixoso diz que depois de ter sido atado a uma cadeira e colocado num quarto, Semedo e os outros dois indivíduos, um deles seu primo, ter-se-ão posteriormente deslocado à sua casa , de onde roubaram 24 mil euros, um computador e outros objetos de valor.

Após confirmarem o depoimento do homem, a polícia deslocou--se ontem à casa de Rúben Semedo e deteve o jogador, tendo também levado várias caixas da casa do defesa-central do Villarreal. De acordo com a imprensa do país vizinho, o jogador, que ficou detido, deverá ser ouvido nas próximas horas por um juiz que aplicará as medidas de coação.

Catio Baldé, empresário do futebolista, o advogado Bebiano Gomes e a mãe de Rúben Semedo viajaram ontem ao final da tarde para Valência, para tentarem falar com o jogador e conhecerem o processo. "Claro que uma acusação destas, como aparece na comunicação social, é grave e pode acabar com a carreira de um jogador, mas é preciso averiguar se é verdade e prová-la. Até agora nem a base da detenção conheço, por isso não posso dizer mais nada", disse o advogado Bebiano Gomes ao DN.

O Villarreal reagiu ao caso envolvendo Semedo e anunciou a instauração de um processo disciplinar ao jogador. "Depois dos factos revelados sobre o futebolista da equipa principal Rúben Semedo, o Villarreal comunica que abriu um processo ao jogador para investigar os factos", lia-se no comunicado do clube da I Liga espanhola, onde o emblema assegurava que ia "tomar todas as medidas disciplinares" para apurar "a gravidade dos factos". Em última instância poderá estar em causa o despedimento do jogador com justa causa e o pedido de uma indemnização, até porque o Villarreal pagou 14 milhões pela sua contratação aos leões.

Mais duas acusações

Rúben Semedo chegou só no início desta temporada ao Villarreal, mas os poucos mais de sete meses em Espanha têm dado muito que falar por questões extrafutebol.

No início de 2018, o mesmo jornal Las Provincias deu conta de outros dois incidentes que envolveram o jogador de 23 anos, com os factos a remeterem-se a novembro de 2017. De acordo com aquela publicação, e posteriormente confirmado também pelo Villarreal, Rúben Semedo está igualmente a ser investigado pela polícia espanhola por alegado envolvimento em dois incidentes com uma pistola num bar e num clube de alterne em Valência.

O momento da detenção e das buscas à casa de Rúben Semedo