A lista de passageiros do avião do Chapecoense

A lista de passageiros já foi publicada pela Autoridade Aeronáutica Civil da Colômbia

O avião que se despenhou esta terça-feira na Colômbia, perto de Medellín, levava a bordo a equipa de futebol brasileira do Chapecoense, que ia jogar com os colombianos do Atlético Nacional a primeira mão da final da Taça Sul-Americana de futebol. O acidente tirou a vida a 75 pessoas, tendo sido resgatados com vida apenas seis - três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

A lista de passageiros já foi publicada pela Autoridade Aeronáutica Civil do país e inclui, além dos jogadores e da comitiva da Chapecoense, jornalistas brasileiros da Fox e da Globo, entre outros.

Alguns atletas não viajaram com a equipe. Segundo o jornal a Folha de São Paulo, a lista inclui o guarda-redes Marcelo Boeck, que passou pelo Sporting e que voltou ao Brasil no início deste ano, e ainda os jogadores Neném, Demerson, Andrei, Hyoran, Martinuccio, Nivaldo e Rafael Lima.

O treinador Caio Júnior (Luiz Carlos Saroli), que enquanto jogador e nas décadas de 1980 e 1990 passou pelo Vitória de Guimarães, Estrela da Amadora e Belenenses, será uma das vítimas mortais.

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.