A dinastia dos Murray da Escócia. O prodígio, o irmão e a mãe treinadora

Andy e Jamie ajudaram a Grã-Bretanha a conquistar a Taça Davis 79 anos depois. Judy é selecionadora e tem um projeto inovador

Na Escócia falar de ténis é falar da família Murray! Andy (27 anos) é o prodígio que fez história no ténis britânico no US Open 2012, em Wimbledon 2013 e na Taça Davis em 2015. Esta última com a ajuda do irmão Jamie (29 anos), que vivia na sua sombra até erguer a saladeira, como é conhecido o troféu de seleções que conquistaram neste último domingo. Ambos são filhos de Judy (55 anos), ex-campeã escocesa e treinadora e selecionadora britânica na Fed Cup.

Andy Murray faz parte do chamado Big Four do ténis, com Federer, Nadal e Djokovic, e nasceu para quebrar recordes. A começar pelo US Open, prova que venceu em 2012 para se tornar o primeiro britânico a conquistar um Grand Slam desde que Fred Perry o fez em 1936. Ainda em 2012, Sir Andy ganhou o ouro nos Jogos Olímpicos, tornando-se o 1.º campeão Olímpico britânico em 100 anos.

Um ano depois conquistou Wimbledon e passou a ser o primeiro britânico a consegui-lo, em singulares, desde Fred Perry em 1936. E no domingo bateu mais um recorde, desta vez com a ajuda do irmão Jamie - há 79 anos que a Grã--Bretanha não vencia a Taça Davis.

E por isso a mãe não podia estar mais orgulhosa. "Estou muito feliz, porque tudo terminou da melhor forma", confessou Judy no final do jogo, revelando que o momento mais emocionante da final, ganha à Bélgica, foi quando os seus "meninos" jogaram juntos.

Os Murray são uma família unida e com sentido de humor. No ATP de Queen"s, Andy viu Mourinho na bancada, tirou uma fotografia com o treinador do Chelsea e publicou-a nas redes sociais. A mãe comentou logo: "O Special One ao lado do meu especial." Jamie, o outro filho, respondeu: "Obrigado mãe". E por aí fora...

À parte da discussão em família nas redes sociais, os irmãos já conquistaram dois títulos em pares (além da Davis). Em singulares, Jamie tem 12 troféus e um prize money de quase 1,4 milhões de euros, enquanto Andy venceu 33 títulos (muitos deles Grand Slam) e arrecadou 37,8 milhões!

Jamie saiu da sombra de Andy

Desde a estreia na cidade escocesa de Dunblane, quando era considerado uma promessa maior do que o irmão caçula, que Jamie viveu à sombra de Andy até este ano. "Jamie está a ter um ano incrível e estou muito orgulhoso de tudo o que ele tem conquistado", disse Andy, cuja parceria com o irmão na Taça Davis fez história. Foi a primeira vez que dois irmãos o conseguiram.

E Jamie pode gabar-se de que foi ele o primeiro a conquistar um título de Grand Slam, quando ergueu o troféu em Wimbledon (2007), em pares mistos - tem 12 títulos na carreira e é o atual 29.º no ranking mundial em pares. Faz dupla com Jonh Peers desde o início de 2013, quando voltou a trabalhar com o treinador Louis Cayer, protagonizou uma ascensão espetacular e chegou ao ATP Tour Finals.

Tudo começou com a paixão da mãe pelo ténis. Judy foi tenista (tem 64 títulos nacionais) e jogadora amadora de badminton. Hoje, aos 55 anos, é treinadora e capitã da Fed Cup. Aceitou o desafio porque quer ver mulheres nos cargos de decisão: "A maioria das pessoas vê o ténis como um desporto que prima pela igualdade. Mas todos os que o comandam são homens."

Judy é o principal rosto do projeto da família Murray, que pretende ajudar os pais a orientar e a desenvolver as habilidades tenísticas dos filhos. O set4Sport é um programa baseado na sua experiência como treinadora e mãe, e baseia-se em atividades, habilidades com bola e exercícios idênticos aos que Judy praticava com Andy e Jamie. Hoje, dois profissionais, campeões e embaixadores do programa. Por isso usam o logo do set4Sport no equipamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG