O acessório mais pitoresco de Isabel II chegou às passerelles

“Quando for grande quero ser como a Rainha de Inglaterra!”, “Para usares coroa?”, “Não, para ter um guarda-chuva a condizer com cada um dos meus fatos!”. Este diálogo fictício bem podia ser real, afinal quem é o comum mortal que se pode dar ao luxo de ter um guarda-chuva personalizado para cada toilette?! Só mesmo a Rainha Isabel II. A monarca inglesa tem pelo menos 10 sombrinhas transparentes com um barra colorida em baixo. Podia dar-se o caso de sua majestade ter apenas um fascínio por este acessórios ou ser simplesmente uma mulher previdente com morada numa cidade que conhece […]

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.