Foi libertada depois de 18 anos presa por sofrer aborto

As autoridades de El Salvador libertaram, esta segunda-feira, 25 de junho, uma mulher condenada a 25 anos de prisão pelo crime de homicídio qualificado. Mariana Lopez foi presa depois de sofrer um aborto espontâneo em 2000 e saiu agora da cadeia, depois de cumprir 18 anos de pena. É a quarta mulher condenada por aborto a ser libertada desde o início do ano naquele país, onde a interrupção da gravidez é proibida em qualquer circunstância.

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).