Acesso à água: uma questão de género?

Entre 1990 e 2010, dois mil milhões de pessoas obtiveram acesso a água potável, mas persistem desigualdades gritantes, tanto a nível geográfico, como de género. A Plataforma Portuguesa para os Direitos das Mulheres lembra isso mesmo, esta quinta-feira, 22 de março, Dia Mundial da Água, partilhando, na sua página do Facebook, os dados da ONU. Além da desigualdade entre o hemisfério norte e o hemisfério sul do globo, este recurso de primeira necessidade não está acessível aos dois géneros da mesma forma. Segundo a ONU Mulheres (os dados mais recentes são de 2015), em 25% dos países da África subsariana […]

Para saber mais clique aqui: www.delas.pt

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.