Atualidade

Victor Ângelo

Questionar a obsessão securitária

A Comissão Europeia ganhou o hábito de produzir estratégias. É uma boa prática, por permitir fazer avançar a reflexão sobre temas prioritários e chamar a atenção dos diferentes governos sobre a necessidade de coordenação e de ações conjuntas, quando apropriado. Pena é que esses documentos fiquem apenas por Bruxelas e em certos círculos especializados, e não sejam debatidos nos Parlamentos nacionais e pela opinião pública, nos diferentes Estados membros.

Victor Ângelo

Mukhtar Tileuberdi

A determinação antinuclear do Cazaquistão

Cada ano, em 29 de agosto, a comunidade global marca o Dia Internacional contra os Testes Nucleares. Foi constituído em dezembro de 2009, quando na 64.ª sessão da Assembleia Geral da ONU foi adotada a resolução histórica. O documento foi adotado a pedido do Cazaquistão e de vários copatrocinadores para comemorar, sob os auspícios da ONU, a assinatura do decreto pelo primeiro presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, para fechar o local de testes nucleares de Semipalatinsk, em 29 de agosto de 1991.

Mukhtar Tileuberdi

Viriato Soromenho-Marques

Babuínos como nós

O grande filósofo grego Epitecto, escravizado e agredido pelo seu proprietário romano, secretário de Nero, lembra-nos como na humanidade o desprezo e o domínio dos outros não precisou do racismo para existir. Ao longo da história, diferentes e muitas vezes convergentes são as formas de xenofobia, de opressão e exclusão do Outro. Apenas a superioridade na componente militar de cada cultura é o fator decisivo que separa vencedores e vencidos. No dealbar do século XVI, os astecas tinham água canalizada na sua capital, mas Cortés tinha armas de fogo. A lança mais comprida é também inseparável da moderna hegemonia planetária do Ocidente.

Viriato Soromenho-Marques

Mais atualidade

Desporto

  • Classificações
  • Próx Jornada
  • Resultados
I Liga
  • 1FC Porto82
  • 2Benfica77
  • 3Braga60
  • 4Sporting60
  • 5Rio Ave55
  • 6Famalicão54
  • 7V. Guimarães50
  • 8Moreirense43
  • 9Santa Clara43
  • 10Gil Vicente43
  • 11Marítimo39
  • 12Boavista39
  • 13Paços de Ferreira39
  • 14Tondela36
  • 15Belenenses35
  • 16V. Setúbal34
  • 17Portimonense33
  • 18Aves17
I Liga

V Digital

Ana Margarida Lourenço é professora de inglês em Pequim e conta como está a viver a pandemia de Covid-19

Uma professora portuguesa fala dos dias de pandemia em Pequim

Ana Margarida Lourenço é professora de inglês em Pequim. Mas para percebermos como ela lá foi parar é preciso fazer uma viagem no tempo até 2006, a uma experiência no Parlamento Europeu que terá sido um momento revelador na vida de uma apaixonada por línguas e com uma vontade imensa de conhecer o mundo. A paixão pelo mandarim falou mais alto e levou-a a abraçar por inteiro o país do sol nascente. 2020 começou com a celebração do ano chinês com uma viagem ao Japão, mas o regresso foi um mergulho num "novo normal" até então inimaginável. Ela conta tudo, neste episódio especial do Cartaz da Quarentena.