Terras sem Sombra leva música checa a Mourão

Em regime de itinerância pelo Alentejo litoral e interior, o Festival Terras sem Sombra detém-se em Mourão, no próximo fim de semana. Vai já na 18ª edição.

A República Checa será o país convidado de mais um fim de semana do Festival Terras sem Sombra, que nos próximos dias 30 e 31 toma por palco o município de Mourão. No sábado à noite, às 21.30, na Igreja Matriz, o Janáček Quartet realiza o concerto com o título "Transcendência, Sentimento, Emoção: Obras Cimeiras de Suk, Dvořák e Janáček". Fundado em 1947 por elementos do Conservatório de Brno, o ensemble adotou o nome em homenagem à obra de Leoš Janáček para quarteto de cordas. Estreou-se internacionalmente em 1955 e, em poucos anos, já atuara em todos os continentes, numa fulgurante carreira que entusiasmou o público e a crítica. Tem sido aclamado nas salas e festivais mais importantes do mundo e dois títulos da sua discografia foram premiados com o Grand Prix de l'Académie Charles Cros e o Preis der Deutschen Schallplattenkritik.

Mas, como sempre acontece nos fins de semana do Terras sem Sombra (que há 18 edições percorre o Alentejo interior e litoral ao longo da Primavera e Verão, dando a conhecer os muitos segredos patrimoniais e naturais da região) o destaque não vai apenas para a música erudita. A anteceder a atuação do ensemble checo, realizar-se-á, às 17 horas (com ponto de encontro no Jardim Municipal), uma visita guiada ao castelo de Mourão, que, para além de ser um marco na paisagem, se reveste de grande interesse patrimonial e histórico Iniciada a sua construção ainda no século XIV, ao longo do conturbado reinado de Dom Afonso IV conheceu intervenções de monta nos séculos XVI e XVII, nomeadamente durante a Guerra da Restauração.

Para completar o fim de semana, realiza-se domingo, às 9.30, nova visita guiada, desta feita à barragem do Alqueva. Com uma albufeira com 250 km2 ,é o maior lago artificial da Europa, abrangendo cinco concelhos do Alentejo: Portel, Moura, Reguengos de Monsaraz, Mourão e Alandroal. "O Grande Lago: Em Torno de Alqueva" é o título genérico do passeio que, num périplo pelas freguesias de Granja, Luz e Mourão, visa sensibilizar para os desafios que a barragem representa em termos de sustentabilidade e conta com o testemunho de técnicos da EDIA e de residentes no concelho.

O Terras sem Sombra interrompe a temporada em agosto, retomando a programação em setembro, com paragens marcadas para Odemira (3 e 4 de setembro), Montemor-o-Novo (18 e 19 de setembro) e Sines (22 e 23 de outubro).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG