Exclusivo "Sou português. Mal posso esperar para visitar o país enquanto cidadão"

São quase oitocentas páginas a contar a história de Jerusalém, uma biografia que se destaca entre todos os relatos sobre esta cidade santa, de um autor mais conhecido pela sua dedicação à história russa. Se este volume foi uma boa surpresa da primeira vez em que foi publicado, em 2011, desta vez a reedição revista e aumentada tem outra, a sua origem sefardita e a ligação a Portugal.

Simon Sebag Montefiore é um historiador lido em todo o mundo e os seus livros traduzidos para a língua portuguesa têm despertado um grande interesse. O melhor exemplo é a mais recente reedição de Jerusalém - A Biografia, que chegou ao primeiro lugar da tabela de não-ficção. Antes, já os seus ensaios biográficos sobre Estaline e os Romanov tinham tido uma leitura muito interessada no nosso país. Autor premiado e com um estilo que alia uma investigação profunda a uma redação sedutora, Montefiore dedicou muitos anos à narrativa sobre uma das principais cidades religiosas, com três mil anos de história e que continua a intrigar tanto os crentes como os curiosos devido à ligação religiosa que possui para com a maior parte da humanidade. Não será por acaso que sobre esta biografia disse: "Tenho a sensação de que passei a minha vida a preparar-me para escrever este livro. A minha abordagem não agradará a toda a gente; não convém esquecer que estamos a falar de Jerusalém. Que continua a ser o centro do mundo."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG