Exclusivo Sonho e rebelião à Guillermo del Toro 

Um Netflix Original a chegar primeiro aos grandes ecrãs. Pinóquio de Guillermo del Toro, de Mark Gustafson e Guillermo del Toro, não é o Pinóquio conformista à Disney, mas sim um espetáculo antifascista que conquistou o Festival de Cinema de Londres e pode estar na calha para os Óscares. O primeiro filme obrigatório deste natal!

O negrume do conceito do Pinóquio de Carlo Collodi é matéria de sonho para Guillermo del Toro. Quando se pensava que este ano estávamos todos fartos deste boneco de madeira , sobretudo depois de ainda estar na memória o Pinóquio de Matteo Garrone e, mais recentemente, o de Robert Zemeckis, bem como uma adaptação em animação russa chamada Pinóquio: A Verdadeira História, em breve nos cinemas, eis que Guillermo del Toro faz uma obra-prima e reconstrói o mito.

Nesta "outra" visão de Pinóquio, começamos com a morte trágica do filho de Geppetto, uma criança morta num bombardeamento de um avião da Grande Guerra. Inconsolável, o velho Geppetto descobre que um dos seus bonecos de madeira ganha vida e se assume como seu filho. Um boneco com personalidade própria e que vai tentar ocupar o lugar do seu filho perdido.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG