Sol da Caparica com novos nomes e uma roda gigante

Sightseer, Kamala e Massivedrum são as novas confirmações para o palco eletrónica do festival da Costa da Caparica.

Começou a contagem decrescente e faltam 105 dias para a 7ª edição d"O Sol da Caparica. Depois de dois anos parado por causa do covid-19, o festival volta nos dias 11, 12, 13, 14 e 15 de agosto ao Parque Urbano da Costa da Caparica.

Depois do sucesso da noite de sunset em 2019, o festival volta apostar na música eletrónica e traz este ano um novo palco unicamente dedicado e reservado exclusivamente a DJs. Inicialmente o espaço dedicado à eletrónica tinha um bilhete extra com preço acrescentado, mas passou agora a estar incluído no bilhete diário e no passe de 5 dias.

A 26 de abril foram anunciados os três novos e últimos nomes do palco"eletrónico": Sightseer, no dia 11, Kamala, no dia 12, e Massivedrum no dia 15 de agosto.

O este palco vai contar também com a participarão de Buruntuma, Diego Miranda e Rick Mendes no dia no primeiro dia do festival 11 de agosto, Danni Gato, Hugo Tabaco e Mandas no dia 12, Afrokkilerz, Karetus, Zanova e Zullo no dia 13, Kevu, Kura e Vuddu, no dia 14 de agosto, e Djeffe Vanco no último dia - 15 de agosto.

Pela primeira vez, a 7ª edição do festival vai ter uma roda gigante, onde os visitantes terão a oportunidade de ver o pôr do sol e vista para o mar. "Acho que é o culminar d"O Sol da Caparica porque as pessoas podem fazer histórias para o Instagram, podem tirar fotos...Vamos ter lá um fotógrafo que vai recolher fotos também para recordação. A roda gigante vai ser uma das grandes novidades do festival." avançou Zahir Assanali, CEO do Grupo Chiado e promotor do festival, ao DN.

Confirmações do palco principal

Calema, Clã, Fernando Daniel, Ive Greice, Jimmy P, Julinho KSD, Miguel Angelo, Wet Bed Gang, Puro Rock e Virgul vão atuar no dia primeiro dia, 11 de agosto.

Alcoolémia, Anna Joyce, Bonga, Djodje, HMB, Mão Morta, Nowhere To Be Found, Piruka, Richie Campbell, Rui Orlando, SYRO, Zeca Sempre, Yuri NR5 estão confirmados para o segundo dia.

Estão ainda na agenda os concertos de Branko, Cuca Roseta, Diogo Piçarra, Ivandro, Kady e Convidadas, Karyna Gomes, Nuno Ribeiro, Profjam, Plutónio, Sam the Kid Com Orquestra e Orelha Negra e Soraia Ramos & Amigos para o dia 13.

Passam pelo festival no dia 14 de agosto António Zambujo, Bateu Matou, Bispo, Cláudia Pascoal, Conjunto Cuca Monga, Dynamo, Gabily, Mafalda Veiga, Mishlawi, Nelson Freitas e T-Rex.

E no último dia, 15 de agosto, sobem ao palco nomes como Bárbara Bandeira, Carlão, José Cid, Maneva, Maninho, Nenny, Papillon, Tiago Bettencourt e Vado Más Ki Ás.

O palco dedicado ao humor, Palco Comédia, vai ter a atuação de Fernando Rocha e Miguel Neves,no primeiro dia, Gilmário Vemba e João Pinto, no dia 12 de agosto, Hugo Sousa e Vasco Elvas, no dia 13, Aldo Lima e Rui Xará no dia 15.

"O conceito do festival desde a primeira edição foi a lusofonia. É o maior festival de lusofonia feito no nosso país. O nosso objetivo é também enaltecer a nossa língua porque não queremos ser mais um festival. Queremos um festival de portugueses para portugueses e para lusofonia." afirmou o promotor do festival.

"Estamos muito focados na edição de 2022 e estamos ansiosos de finalmente voltarmos a conviver e a termos um verão normal." acrescentou.

Mais nomes e novidades do Sol da Caparica serão anunciados até julho, segundo a organização.. Os bilhetes, que já estão disponíveis têm o preço de 22 euros (diário) e de 75 euros para o passe para os cinco dias de festival

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG