Exclusivo Porto/Post/Doc celebra o documentário sem esquecer a ficção

A partir de hoje, e até dia 30, o Porto/Post/Doc ocupa várias salas da cidade do Porto para dar a ver a diversidade do documentarismo e as suas muitas ramificações temáticas e formais. Sem esquecer o mundo da música.

Festival vocacionado para o documentário, mantendo uma abertura pedagógica às suas múltiplas contaminações pela ficção, o Porto/Post/Doc, dirigido por Dario Oliveira, inicia hoje a sua oitava edição. A cerimónia de abertura realiza-se no Teatro Municipal Rivoli (21h30), com a passagem de Maria do Mar (1930), de Leitão de Barros, na cópia recentemente restaurada pela Cinemateca Portuguesa.

Será um acontecimento em formato de cine-concerto: a partitura de Maria do Mar composta por Bernardo Sassetti vai ser interpretada pela Orquestra Sinfonietta de Lisboa, com Pedro Burmestre ao piano, sob a direção musical de Vasco Pearce de Azevedo. O festival terá o seu encerramento também em tom musical, no Coliseu Porto Ageas (dia 30, 21h30), com As Filhas do Fogo, espectáculo interdisciplinar sobre migrantes de Cabo Verde, concebido por um cineasta, Pedro Costa, e o grupo de música barroca Os Músicos do Tejo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG