Os casamentos e divórcios reais que inspiraram "Marriage Story"

Apesar de o realizador, Noam Baumbach, negar que o filme seja inspirado no seu divórcio com a atriz Jennifer Jason Leigh, há quem encontre semelhanças. E os atores também trouxeram as suas experiências para a história.

Com seis nomeações para a 77.ª edição dos Globos de Ouro que serão entregues no domingo à noite, Marriage Story, de Noam Baumbach, disponível na Netflix, é um dos filmes mais do momento. Apesar do título, Marriage Story (ou seja, "história de um casamento"), o filme conta na verdade o complicado divórcio de uma atriz e um encenador, um casal de artistas da elite intelectual de Nova Iorque. E, desde a estreia, no Festival de Veneza, muito se tem especulado sobre o facto de o argumento ser inspirado no divórcio verdadeiro do realizador Noam Baumbach e da atriz Jennifer Jason Leigh que aconteceu em 2010.

"O filme não é sobre o meu casamento, de modo algum", garantiu o realizador numa entrevista ao The Independent. Mas isso não foi suficiente para calar as más-línguas. Por um lado, é preciso ter em conta a componente autobiográfica de outros trabalhos de Baumbach: em A Lula e a Baleia (2005) havia reminiscências do divórcio dos seus pais, da mesma forma que em The Meyerowitz Stories (2017) também se inspirava no seu pai, que era escritor e crítico de cinema.

Por outro lado, há algumas coincidências biográficas. Tal como a protagonista do filme, Jennifer Jason Leigh nasceu na Califórnia e tornou-se conhecida pelos seus papéis em filmes de Hollywood. Mas Leigh e Baumbach conheceram-se na Broadway, em 2001, quando ela, já uma atriz famosa, entrava em Proof, peça de David Aubern, e ele era um realizador de filmes independentes, ainda na fase inicial da sua carreira. Casaram-se em 2005 e chegaram a fazer dois filmes juntos: Margot e o Casamento (2007) e Greenberg (2010) - este, protagonizado Greta Gerwig, a atual companheira de Noam Baumbach.

O divórcio foi algo atribulado, pois apesar de Baumbach e Greta Gerwig garantirem que a sua relação só começou depois de ele se ter separado, a verdade é que assumiram o namoro apenas sete meses após o nascimento do único filho do realizador com Jennifer Jason Leigh. Tal como em Marriage Story, ela também pediu a custódia total do filho, Rohmer, e instalou-se em Los Angeles, obrigando o pai a atravessar o país para estar com o filho. O processo de divórcio só ficou concluído em 2013.

Mas os atores de Marriage Story, Scarlett Joahnsson e Adam Driver, também trouxeram as suas próprias experiências e pontos de vista para este filme. "Obviamente eu também tinha a minha própria perspetiva sobre o tema", explicou a atriz. "Quisemos construir algo que fosse muito real, então falámos muitos, não só das nossas experiências pessoais com o divórcio, mas também de todo o tipo de relações íntimas. Falámos de família, dos nossos pais, das nossas relações passadas. Nicole é uma amálgama disso tudo, disse Scarlet Johansson ao The Hollywood Reporter. A atriz, nomeada para um Globo de Ouro, divorciou-se em 2016 do jornalista Romain Dauriac, depois de já em 2011 se ter divorciado de Ryan Reynolds.

Já o ator Adam Driver, casado com a atriz Joanne Tucker, explicou que para fazer este filme foi muito útil recordar o que sentiu quando os seus pais se divorciaram, tinha ele sete anos - a mesma idade que a criança de Marriage Story.

O último divórcio que inspirou este filme foi o de Laura Dern, a atriz que interpreta a advogada de Marriage Story. Dern separou-se em 2013 do músico Ben Harper e quando teve que lutar pela custódia dos filhos escolheu como representante legar Laura Wesser, célebre advogada das estrelas de Hollywood e fonte de inspiração para criar a sua personagem. Baumbach, que é amigo próximo de Dern, escolheu-a para este papel antes sequer de ter o guião pronto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG