Super-heróis na variante de desenhos animados

Teen Titans Go! O Filme é mais uma produção destinada ao entretenimento ligeiro das famílias em época estival. Chega às salas portuguesas em versão dobrada

Do canal Cartoon Network para o grande ecrã. Eis o movimento ambicioso de uma série de animação cuja lógica episódica dos 11 minutos se vê agora esticada numa história com quase hora e meia. Lançada em 2013, Teen Titan Go! centra-se num grupo de adolescentes que, tentando salvar o mundo em divertidas situações, perdem sempre protagonismo para os membros da Liga da Justiça - Batman, Super-Homem, Mulher-Maravilha, Lanterna Verde, etc. -, que é como quem diz, a malta da pesada que de facto salva o dia. Estamos então do lado da DC Comics e com o combustível de algumas piadas sobre a clássica rivalidade com a Marvel, que dirá mais aos adultos que seguem as sagas de super-heróis do que propriamente às crianças (uma dessas piadas é o vulgar cameo de Stan Lee, o criador das personagens da Marvel, num filme do estúdio rival, pelo simples desejo de aparecer...).

Não é fácil aguentar a linguagem narrativa própria do cinema, mais exigente e menos concentrada, mas Teen Titans Go! O Filme (uma produção da Warner Bros. Animation) faz a tentativa, retratando precisamente o universo dos super-heróis... na indústria de Hollywood. E a ideia até tem interesse suficiente. Aqui, o grupo de adolescentes do título vai ao cinema ver o novo filme do Batman, e nessa ocasião um deles, Robin, expõe o imenso desejo de ter um filme dedicado à sua personalidade (duvidosamente) heroica. No entanto, uma vez que tudo o que este bando de miúdos faz é considerado ridículo - especialmente pelos super-heróis da Liga da Justiça - é preciso ultrapassar esse obstáculo. A solução para que sejam levados a sério é só uma: arranjar um arqui-inimigo.

Veja aqui o trailer:

Ora tudo se consegue, com uma boa dose de situações mais ou menos cómicas, que, sem grande prejuízo, revelam a incapacidade de se fazer cinema de animação como deve de ser, neste contexto. Na realidade, é a conhecida natureza episódica de Teen Titans Go! que vai funcionar com os mais pequeninos, facilmente atraídos pelo tom da ação anedótica. E há um proveito mínimo da paródia que se faz com a matéria, muitas vezes sisuda, do universo da DC Comics. Mas, na essência, estamos perante uma animação menor. Sobretudo quando o humor é insistentemente escatológico... Um pouco mais de criatividade não fazia mal a ninguém.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.