Primavera Sound: Avaria no aeroporto do Porto cancela concerto de Mura Masa

A avaria mecânica no radar do Porto, que limitou o controlo de voos no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, levou ao cancelamento da atuação de Mura Masa no dia de hoje do Primavera Sound, anunciou a organização.

"Infelizmente, e depois de mais de cinco horas num avião, Mura Masa não conseguirá chegar ao Porto para a sua atuação de hoje à noite [20:50] no NOS Primavera Sound", pode ler-se numa nota publicada pela organização, na rede social Facebook.

Segundo o festival, o produtor de música eletrónica britânico Alex Crossan, cujo nome artístico é Mura Masa, esteve "mais de cinco horas num avião", não conseguindo chegar ao Porto.

"Estamos a fazer todos os possíveis para que a programação de hoje não sofra mais nenhuma alteração causada por este imprevisto", acrescentam.

No primeiro dia, na quinta-feira, problemas com o mau tempo em Berlim cancelaram a atuação da sul-coreana Peggy Gou, ao passo que problemas de saúde levaram à anulação do concerto da britânica Ama Lou, a que se junta a saída de Kali Uchis do cartaz, anunciada no início da semana.

A NAV Portugal confirmou hoje que uma avaria mecânica no radar do Porto gerou uma "capacidade limitada" no controlo de voos no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, e garante estarem assegurados os "necessários níveis de segurança".

Em resposta escrita enviada à agência Lusa, a Navegação Aérea (NAV) de Portugal confirmou "uma avaria mecânica no radar do Porto", apontando que este equipamento está "neste momento a ser intervencionado".

O controlo de tráfego aéreo no Porto está hoje com "restrições" que estão a provocar "constrangimentos" na normal operação no Aeroporto Francisco Sá Carneiro, confirmou à agência Lusa a ANA -- Aeroportos de Portugal.

Na página 'online' da ANA é possível verificar que há atrasos e cancelamentos de voos de e para o Porto.

O NOS Primavera Sound prossegue hoje com o segundo de três dias de música no Parque da Cidade do Porto, tendo arrancado com o 'rapper' português ProfJam e a também lusa Surma, pelas 17:00.

A neo-zelandesa Aldous Harding abriu o palco principal, onde arrancou pelas 19:50 o concerto de um dos cabeças de cartaz de hoje, Courtney Barnett, a apresentar o mais recente disco, "Tell Me How You Really Feel" (2018).

Antes, já tinham atuado grupos como Jambinai, Lisabô, Nilüfer Yanya ou Nubya García, num dia que terá ainda as atuações de Interpol, Fucked Up, J Balvin ou James Blake.

Ler mais

Exclusivos