Português entre os premiados da Operália

Luís Gomes ganhou o prémio na categoria Melhor Interpretação masculinada Zarzuela ex-aequo com Pavel Petrov. Cantor português venceu ainda o prémio do público.

Luís Gomes venceu o Prémio Zarzuela (ex-aequo com Pavel Petrov) e o Prémio do Público​​​​ da 26.ª edição do Operalia a decorrer no Teatro Nacional de São Carlos. O cantor português vai receber uma bolsa de 10 mil dólares () e Relógio oferecido pela Rolex por ter sido escolhido pelo público.

Emily D"Angelo e Pavel Petrov foram os vencedores do Primeiro Prémio do prestigiado concurso mundial de ópera fundado por Plácido Domingo, em 1993 e que decorreu pela primeira vez em Portugal.

Emily D"Angelo (meio-soprano) fez a sua estreia operática profissional em 2016 como Cherubino em Le nozze di Figaro no Festival dei Due Mondi de Spoleto. Vencedora em 2016 nas Audições do Metropolitan Opera National Council, é membro do Lindemann Young Artists Programme da Metropolitan Opera.

O tenor Pavel Petrov estreou-se no Festival de Salzburgo de 2018 no papel de Chaplitsky em Pique Dame. No ano passado estreou-se na Royal Opera House, Covent Garden, como Pong em Turandot, entre outros

A Grande Final contou com a participação de 14 das mais promissoras vozes do panorama atual do canto lírico, com finalistas vindos de Portugal, Canadá/Itália, Suíça/França, Rússia, China, Alemanha, Bielorrússia, África do Sul, Brasil, Colômbia e Estados Unidos da América.

O júri do concurso integra, sobretudo, diretores-gerais de teatros de ópera internacionais, entre os quais Patrick Dickie (diretor artístico do S. Carlos), Anthony Freud (da Ópera Lírica de Chicago), Joan Marabosch (do Teatro Real de Madrid) e a soprano Marta Domingo, mulher de Plácido Domingo.

Os cantores foram acompanhados pela Orquestra Sinfónica Portuguesa sob a direção musical de Plácido Domingo. Um espetáculo que contou com a presença do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa.

Rampa de lançamento mundial desde 1993

O concurso tem servido de rampa de lançamento para muitos artistas de renome. A longa lista de vencedores do Operalia que singraram nos grandes palcos internacionais atesta o sucesso do concurso no que toca a descobrir, apoiar e lançar as novas estrelas do canto. Entre os vencedores do Operalia encontram-se nomes como Nina Stemme, Joyce DiDonato, Joseph Calleja, Ana María Martínez, Rolando Villazón, Arturo Chacón e, mais recentemente, Sonya Yoncheva.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.