Minissérie dos irmãos Coen e o novo filme de Guadagnino competem em Veneza

O festival será uma autêntica parada de estrelas, com filmes de Alfonso Cuarón, Jacques Audiard, Olivier Assayas, Yorgos Lanthimos, Mike Leigh e muitos outros.

A primeira minissérie dos irmãos Coen, uma nova versão de Suspiria, por Luca Guadagnino, e o biográfico Roma, de Alfonso Cuarón, integram a competição oficial do Festival de Cinema de Veneza. A programação foi apresentada hoje pelo diretor, Alberto Barbera, e o festival cumprirá a 75.ª edição de 29 de agosto a 8 de setembro.

Da competição oficial faz parte The ballad of Buster Scruggs, primeira minissérie dos irmãos Ethan e Joel Coen, um western em seis episódios que se estreará na plataforma Netflix e que conta no elenco com nomes como Tim Blake Nelson, James Franco e Tom Waits.

Em Veneza estarão também Roma, filme autobiográfico do realizador mexicano Alfonso Cuarón, sobre a família e a adolescência, Suspiria, de Luca Guadagnino (o realizador do premiado Call Me By Your Name), uma nova versão do filme de Dario Argento, de 1977, considerado um clássico do género de horror. O filme conta com as participações de Dakota Johnson e Tilda Swinton, entre outros, e já é possível ficar assustado com o trailer:

A competição oficial integra, entre outros, o westernOs irmãos Sisters, de Jacques Audiard a partir da obra homónima de Patrick DeWitt, Double Lies, comédia de Olivier Assayas, Vox Lux, de Brady Corbet, The Favourite, de Yorgos Lanthimos, com Olivia Colman, Emma Stone e Rachel Weisz, e o drama histórico Peterloo, de Mike Leigh, que aborda o massacre de Manchester em 1819 (Leigh já ganhou um Leão de Ouro em Veneza em 2004 com Vera Drake):

Destaque ainda para 22 July, de Paul Greengrass, a partir da história dos atentados ocorridos em 2011 na Noruega, cometidos por Anders Breivik:

Tal como já tinha sido anunciado, O Primeiro Homem na Lua, filme de Damien Chazelle com Ryan Gosling no papel do astronauta Neil Armstrong, abrirá oficialmente o festival de Veneza, e também integra a competição pelo Leão de Ouro.

O júri do Leão de Ouro será presidido pelo realizador Guillermo del Toro.

Fora de competição, Veneza exibirá, por exemplo, o documentário American Dharma, de Errol Morris com o ex-assessor político de Donald Trump Steve Bannon, e o musical A star is born, que assinala a estreia na realização do ator Bradley Cooper, que protagoniza ao lado da cantora Lady Gaga.

El Pepe - Una vida suprema, de Emir Kusturica, A letter to a friend in Gaza, de Amos Gitai, e Monrovia, Indiana, de Frederick Wiseman, também serão mostrados fora de competição. Estão previstas algumas sessões especiais, nomeadamente com The other side of the wind, de Orson Welles, e L'amica geniale, de Saverio Costanzo a partir da tetralogia de Elena Ferrante. Na secção "Horizonte" está presente o filme Deslembro, da realizadora brasileira Flavia Castro.

Este ano, o Leão de Ouro de carreira será entregue à atriz britânica Vanessa Redgrave e ao realizador canadiano David Cronenberg.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...