Mais bilhetes para concerto dos U2 em Lisboa que estava esgotado

Bilhetes esgotaram em duas horas, a 2 de fevereiro, quando foram colocados à venda. Agora, a banda disponibiliza mais 150 ingressos

Cerca de 150 bilhetes foram colocados à venda para a segunda data dos U2 em Lisboa, a 17 de setembro, no âmbito da digressão mundial eXPERIENCE + iNNOCENCE, cuja lotação tinha esgotado em fevereiro, disse à Lusa fonte da promotora Ritmos & Blues.

Os bilhetes para o concerto tinham esgotado em duas horas, a 2 de fevereiro, dia em que foram postos à venda, mas hoje a banda libertou cerca de 150 bilhetes.

A mesma fonte explicou que, em todos os concertos, os U2 têm direito, por contrato, a um determinado número de bilhetes. Nos dias antes do concerto, a banda informa quantos deseja usar, libertando os restantes para venda.

O grupo de rock irlandês tem agendados dois concertos em Lisboa, a 16 e 17 deste mês, na Altice Arena, no âmbito da digressão eXPERIENCE + iNNOCENCE, que arrancou em maio nos Estados Unidos.

Esta será a sexta vez que os U2 atuam em Portugal. Em 2010 deram dois concertos esgotados no Estádio Cidade de Coimbra, em 1982, tocaram no festival de Vilar de Mouros e, em 1993, 1997 e 2005, atuaram no Estádio José de Alvalade, em Lisboa.

Os U2 voltam agora à estrada depois de terem feito, em 2017, uma digressão de celebração dos 30 anos do álbum The Joshua Tree.

Em dezembro, lançaram o álbum Songs of Experience, que dá o mote para a nova digressão mundial, que começou a 2 de maio, em Tulsa, nos Estados Unidos, e chegou à Europa a 31 de agosto, em Berlim.

Formados em Dublin, em 1976, os U2 integram Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...