Madonna conta como é ser "mãe solteira de seis filhos"

A cantora é a capa da Vogue de junho e faz revelações sobre como educa a prole: David Banda não tem telemóvel e Lola sofre por ser filha daquela que é considerada a rainha da pop.

Madonna é a capa da Vogue britânica de junho, na qual fala sobre a idade - a artista comemorou 60 anos em agosto de 2018 - e de como é difícil continuar a ser quem é com a idade que tem. Essa "batalha" é mesmo o título da entrevista que antecipa a publicação do próximo mês: "Estou a ser punida por ter feito 60 anos", diz a cantora, que fala ainda sobre como é ser "mãe solteira de seis filhos", como a própria cantora se define.

O artigo lembra como a carreira de Madonna já atravessou dois séculos, mas as revelações da artista sobre a forma como educa os seus filhos são surpreendentes. Como o facto de não ter dado telemóvel a David Banda, o filho de 13 anos e o motivo que levou a rainha da pop a mudar-se para Lisboa - para que o adolescente pudesse jogar futebol no Benfica. E, pelos vistos, também não vai ter tão cedo.

"Vou manter essa decisão o maior tempo possível, porque cometi um erro quando dei aos meus filhos mais velhos telemóveis, tinham eles 13 anos", confessa Madonna, acrescentando que essa atitude acabou por prejudicar o seu relacionamento com os filhos.

"(...) Não completamente, mas [a internet] tornou-se uma parte muito grande das suas vidas. Ficaram muito cheios de imagens e começaram a comparar-se com outras pessoas, e isso é mau para o autocrescimento", disse a cantora.

David Banda, o mais parecido com Madonna

É precisamente em David Banda que Madonna consegue encontrar mais semelhanças com a sua forma de trabalhar. "O que ele tem mais do que tudo é foco e determinação", diz, orgulhosa. "É o filho que mais tem coisas em comum comigo. Sinto que ele me entende; tem mais do meu ADN do que qualquer um dos meus filhos até agora. Vamos ver o que acontece - ainda é cedo", acrescentou a cantora.

A intérprete de Like a Virgin também falou sobre a filha Lola. "É incrivelmente talentosa. Fico verde de inveja porque ela é incrível em tudo que faz - é uma dançarina incrível, uma ótima atriz, toca piano maravilhosamente, é muito melhor do que eu no que diz respeito a talentos. Mas não tem o mesmo impulso e, novamente, sinto que as redes sociais a atormentam e a fazem sentir como: 'As pessoas vão dar-me coisas porque sou filha dela [de Madonna]'."

A artista conta que tenta dar à filha exemplos de filhos de celebridades, como Zoë Kravitz, e explicar-lhe que Lola poderá ser admirada pelo seu próprio trabalho. Mas também reconhece que há diferenças entre si e a filha. "Ela tem mãe e eu não tive. Ela cresceu com dinheiro e eu não. Então tudo será diferente", remata a artista.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

Benefícios fiscais para quê e para quem

São mais de 500 os benefícios fiscais existentes em Portugal. Esta é uma das conclusões do relatório do Grupo de Trabalho para o Estudo dos Benefícios Fiscais (GTEBF), tornado público na semana passada. O número impressiona por uma razão óbvia: um benefício fiscal é uma excepção às regras gerais sobre o pagamento de impostos. Meio milhar de casos soa mais a regra do que a excepção. Mas este é apenas um dos alertas que emergem do documento.

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la no ensino superior

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.