Kyle Pavone, vocalista dos We Came as Romans, morre aos 28 anos

Ainda não são conhecidas as causas da morte do músico, que integrou a banda como vocalista em 2008

Morreu o vocalista da banda de metal We Came as Romans, Kyle Pavone, de 28 anos. A notícia foi divulgada nas redes sociais da banda, não tendo sido revelados quaisquer pormenores sobre a morte do artista.

"Hoje, a música perdeu outro grande com a morte de Kyle Pavone dos We Came as Romans. A perda trágica de Kyle veio demasiado cedo na vida dele e na dos seus colegas de banda. Todos estão devastados com a sua morte. Vamos sentir falta dos seus sorrisos, da sua sinceridade, da sua preocupação com os outros e do seu impressionante talento musical", escreveram os membros da banda, em comunicado.

Os músicos aproveitaram ainda para adiantar que, ao invés de flores, vão dar informações sobre doações de caridade durante a próxima semana.

Ainda não são conhecidas as causas da morte, mas, segundo o TMZ, o artista terá sido transportado para um Hospital de Michigan, nos EUA, no dia 19 de agosto, tendo sido declarada a morte no sábado.

Kyle Pavone juntou-se aos We Came as Romans em 2008 e, desde então, a banda editou cinco álbuns, o último dos quais em 2017 - "Cold Like War".

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.