Justin Timberlake vai publicar livro com histórias e fotografias da sua carreira

O álbum será editado nos Estados Unidos a 30 de outubro.

Não se trata de uma autobiografia "tradicional", mas o músico Justin Timberlake vai publicar um livro em que conta histórias divertidas sobre a família, a vida e a carreira e partilha "centenas de fotografias pessoais".

Em formato de álbum, o livro intitula-se Hindsight and All the Things I Can't See in Front of Me (Perspetiva e Todas as Coisas que Não Consigo Ver à Minha Frente, numa tradução livre) e será editado a 30 de outubro pela Harper Collins.

"Fazer este livro foi um processo maravilhoso", disse Timberlake num comunicado. "A minha história está cheia de tantas pessoas fantásticas que me ajudaram a tornar-me no artista que sou hoje. Estou muito grato por ter a oportunidade de refletir sobre esses momentos, destacar algumas das pessoas e lugares que influenciaram a minha música e e ter oportunidade de partilhar a minha história."

O livro é coescrito por Sandra Bark e nele o músico de 37 anos vai contar histórias do início da sua carreira com os 'N Sync e das participações no Saturday Night Live, por exemplo. Os fãs já podem fazer a encomenda através do site oficial do cantor.

Timberlake editou Man Of The Woods, o seu último álbum, em fevereiro. E no mês passado lançou Soul Mate, uma inesperada colaboração com Drake. No comunicado, ele explica: "Não consigo evitar que a minha música mostre quem eu sou neste momento, aquilo que me interessa, em que estou a pensar. Não quero impedir isso. O que vocês ouvem nas letras, o que sentem nas canções - é o que eu estava a sentir quando as escrevi. Quero que me vejam a mim, tal como eu vos vejo."

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.