Damien Hirst e Tracey Emin são estrelas no leilão da coleção de arte de George Michael

São 176 as peças que a Christie's está a leiloar. O músico comprou bastantes obras de jovens artistas britânicos entre 2004 e 2009.

Obras de Damien Hirst, Tracey Emin e Sarah Lucas, alguns dos artistas britânicos mais emblemáticos dos anos 90, fazem parte da coleção de arte do músico George Michael que será leiloada esta quinta-feira à noite, na Christie's de Londres, Inglaterra.

Na década de 1990, quando dominava as tabelas de vendas de discos, George Michael tornou-se amigo de muitos artistas, visitava as galerias e até por vezes os seus ateliers. Mas só começou a levar a sério a sua coleção a partir de 2004 - e comprou a maioria das peças até 2009. "A coleção reflete a sua dedicação à arte de mais vanguardistas bem como a sua vontade de apoiar jovens talentos emergentes", lê-se no site da leiloeira.

À BBC, Christian Abu, especialista da Christie's sublinhou: "Penso que a sua sensibilidade como artista musical facilitou a viagem de George Michael pelas artes visuais. E tudo começou com Tracey Emin. Ela estava a fazer uma obra encomendada por um colecionador que era amigo de George Michael. Então, ele foi lá bater à porta. Tracey estava cheia de trabalho e George disse-lhe: Tudo bem, mas eu sou o George Michael. Ao que Tracey respondeu: Não quero saber quem és, vai-te embora. Então, a relação deles teve um começo complicado mas depois eles tornaram-se próximos e foi ela que lhe mostrou o trabalho dos YBA [Young British Artists - grupo de jovens artistas que começou a trabalhar em Londres no final na década de 1980], que tinham estudado no Goldsmith College com Michael Craig-Martin. Portanto, sem a influência de Emin provavelmente não teríamos aqui esta exposição nem este leilão."

"A coleção de arte era parte de George Michael. A abertura e a sinceridade dos YBA sobre a vida, a morte e o sexo faziam parte do seu mundo", explica Kenny Goss, o ex-companheiro do músico e co-fundador da Fundação Goss-Michael. As receitas do leilão, garante, serão usadas na obra filantrópica da fundação. George Michael comprava obras dos artistas de que gostava pessoalmente: "Ele simpatizava com eles e depois gostava do seu trabalho. E queria apoiá-los."

São mais de 176 as obras em leilão. 61 lotes serão leiloados na Christie's esta noite e outros 117 têm estado em leilão online ao longo da semana (com preços que vão dos 117 aos 70 mil euros). A obra The Incomplete Truth (2006), de Damien Hirst, - uma gaiola de vidro com uma pomba - está avaliada em 1,5 milhões de libras. Mas há outras obras de Hirst bastante interessantes e várias obras de Tracey Emin, Craig Martins, Gilbert & George, Sarah Lucas, Sam Taylor-Johnson, Marc Quinn, Tim Noble & Sue Webster e até uma Andy Warhol (Child with KiteO músico George Michael morreu a 25 de dezembro de 2016, com 53 anos.

George Michael morreu no dia 25 de dezembro de 2016 aos 53 anos.

Ler mais

Exclusivos