Premium Conan Osíris e Surma. "Os fãs do festival aprenderam a abraçar o que foge ao mainstream"

Votações das semifinais dividiram-se entre dois temas mais clássicos e dois mais alternativos. Seguidores dos festivais consideram que os fãs já reconhecem que os mais alternativos podem potenciar melhores resultados na Eurovisão.

A escolha do representante português na Eurovisão vai ser feita nesta noite na Portimão Arena. Além da sensação que Conan Osíris causou nas redes sociais - tendo já alcançado quatro milhões de visualizações no YouTube - as duas semifinais partilham o facto de entre a votação do júri e do público os dois primeiros lugares terem sido distribuídos entre Matay e NBC (mais clássicos) e Conan Osíris e Surma (mais alternativos). A prova de que esta edição do Festival da Canção "representa aquilo que somos hoje em dia em vários espaços musicais: do mais alternativo ao mainstream", como descreveu na apresentação dos compositores Nuno Galopim, consultor do evento. Uma marca para manter. "É assim que tem de ser o Festival da Canção", sublinhou na ocasião.

Para Bernardo Pereira, correspondente português do Wiwibloggs (uma das maiores fontes sobre a Eurovisão, com 24 milhões de visitas e 70 correspondentes em todo o mundo), "os fãs mais acérrimos do Festival ​já entenderam o percurso que a RTP quer fazer e aprenderam nos últimos três anos a abraçar aquilo que mais foge ao mainstream e que, no nosso caso, pode potenciar bons resultados na Eurovisão".

Ler mais

Exclusivos