Cameron Boyce. Ator da Disney morreu devido a convulsão provocada por epilepsia

O ator era conhecido pelas suas participações na série "Jessie" e no filme "Os Descendentes".

A informação foi avançada pela família do ator da Disney à revista People: Cameron Boyce, 20 anos, morreu devido a uma convulsão provocada por epilepsia. Os detalhes da morte foram divulgados na terça-feira, três dias depois de a família ter confirmado o óbito do ator.

"A morte trágica de Cameron foi devido a uma convulsão que resultou de uma condição médica que estava a ser tratada, e essa condição era epilepsia", disse a família, em comunicado, à revista People.

"Ainda estamos a tentar descobrir como ultrapassar este momento doloroso", escreveu a família, pedindo privacidade para a fase difícil que atravessa.

Tal como o DN noticiou, Cameron Boyce, conhecido pelas suas participações em séries e filmes do Disney Channel, morreu no sábado aos 20 anos.

No dia em que o óbito foi anunciado, a família disse que a causa da morte estava relacionada com a "condição médica" a que Cameron estava sujeito, mas não foram adiantados pormenores sobre a mesma.

"É com o coração profundamente pesado que relatamos que esta manhã perdemos Cameron", adiantou um porta-voz da família. Segundo a mesma fonte, o jovem "faleceu durante o sono devido a uma convulsão, que resultou da condição médica para a qual estava a ser tratado".

"O mundo está agora, sem dúvida, sem uma das suas mais brilhantes luzes, mas o seu espírito viverá através da bondade e da compaixão", acrescentou a família.

Cameron Boyce ganhou popularidade em "Jessie", uma série televisiva sobre uma rapariga, interpretada por Debby Ryan, que se muda do Texas para Nova Iorque e acaba a tomar conta de quatro crianças de uma família rica. Cameron Boyce era uma dessas crianças - Luke Ross.

"Desde tenra idade, Cameron Boyce sonhava partilhar os seus extraordinários talentos artísticos com o mundo", contou o porta-voz do canal, citado pela CNN, destacando que o jovem era "um artista incrivelmente talentoso, uma pessoa extraordinariamente atenciosa e, acima de tudo, um filho, irmão, neto e amigo dedicado e amoroso".

O porta-voz do Disney Channel lamentou a "morte prematura" de Cameron, que deixou "milhões de fãs" de luto.

Cameron nasceu e cresceu em Los Angeles e, de acordo com a biografia da Disney, era apelidado de "alma velha" por aqueles que o conheciam. Aos 19, já era conhecido como um "veterano".

Em 2017, o DN esteve à conversa com algumas estrelas da Disney, entre as quais Cameron Boyce, que interpretou o papel de Carlos de Vil (filho de Cruella) no filme Os Descendentes. Ao DN, disse que não tinha "nenhum" problema com o rótulo de estrela Disney, que acompanha muitos atores e cantores.

Cameron começou a trabalhar em televisão aos 12 anos. Cresceu nos ecrãs. "Somos crianças normais", defendeu. Com uma vida diferente. Uma vida em que palavras como "talento, disciplina, profissionalismo ou responsabilidade" lhe saiam naturalmente quando lhe perguntavam pela infância. "É preciso ter um grande sentido de si mesmo para navegar no labirinto", reconheceu.

Do currículo de Boyce fazem parte participações em filmes como Mirrors e Eagle Eye (2008), Grown Ups (2010) e Game On (2011). Já no que diz respeito a série, conta com participações em títulos como General Hospital: Night Shift (2008), Bunk'd (2016) e Code Black (2016).

O ator também é uma das personagens da série Mrs. Fletcher, criada por Damon Lindelof e Tom Perrotta, que deverá estrear ainda este ano na HBO.

Segundo o canal, Cameron estava ligado a algumas causas filantrópicas, nomeadamente ao Thirst Project, uma organização sem fins lucrativos que se dedica ao fornecimento de água potável em países em desenvolvimento.

Exclusivos