Premium Gonçalo Cadilhe: "O maior mistério é por que razão Magalhães se deixou matar nas Filipinas"

O grande desconhecimento sobre o navegador Fernão de Magalhães em Portugal fez que o autor replicasse quase 500 anos depois uma viagem de circum-navegação.

É um dos mais persistentes autores de literatura de viagens português e só mesmo uma pandemia como a que estamos a viver faria Gonçalo Cadilhe interromper as suas andanças pelo mundo. Em tempo de comemorações da viagem de circum-navegação de Fernão de Magalhães, está a reeditar o livro Nos Passos de Magalhães, um périplo que mostra como está o mundo que o navegador português percorreu há cinco séculos.


O que sente um autor de livro de viagens neste momento em que sair de casa é desaconselhado?
Na ótica do viajante, sinto um certo alívio por já ter viajado tanto e já ter escrito tanto sobre viagens. Estes 30 anos de errância por tantos lugares do mundo são agora um tesouro muito mais valioso do que há umas semanas. Na ótica do escritor, espero que os meus livros sejam janelas abertas para os leitores sonharem novas viagens quando esta pandemia esvanecer.

Ler mais

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG