Foi a última noite dos protagonistas juntos. Vai começar a batalha

"Para nós o mais interessante do episódio foi ter sido a sua [dos protagonistas] última noite juntos," disse David Benioff. Já há trailer do próximo episódio.

O segundo episódio de Guerra dos Tronos. Episódio que manteve os fãs acordados até às duas da manhã da madrugada de segunda-feira teve um objetivo, antecipar a primeira grande batalha entre o exército dos vivos e o exército dos mortos.

"Para nós o mais interessante do episódio foi ter sido a sua [dos protagonistas] última noite juntos e que todos enfrentariam o fim de uma maneira diferente," disse David Benioff, argumentista e produtor executivo da série. "Algumas personagens querem fazer amor pela primeira vez, outros embebedam-se, outras limitam-se a procurar alguém com quem falar."

"Este episódio é na verdade uma carta de amor para as personagens,"pesou o argumentista Bryan Cogman. "Antes da maior parte das nossas batalhas damos 15 minutos de calma antes da tempestade com as personagens que vão participar nessa batalha. Isto é um episódio inteiro assim, para o episódio 3 se dedicar à ação."

O segundo episódio marca a chegada de Jaime Lannister a Winterfell, como o único soldado das forças prometidas por Cersei Lannister, sua irmã. "Quando era miúda, o meu irmão contou-me a história do homem que matou o nosso pai. Contou-me ainda outras histórias, de tudo aquilo que faríamos a esse homem quando recuperássemos os Sete Reinos." Jaime Lannister foi julgado por nortenhos e por Daenerys Targaryen pelos crimes do seu passado - que incluíam o assassinato do pai de Daenerys e a tentativa de assassinato de Ned Stark - numa cena em que só uma pessoa foi capaz de o salvar, argumentando a seu favor, Brienne de Tarth.

A chegada de Theon Greyjoy é mais pacífica. "Quero lutar por Winterfell, Lady Sansa, se me aceitares", diz, em lágrimas e num abraço a reunião de Theon e Sansa que tinham sofrido juntos os terrores de Ramsay Bolton durante a quinta temporada.

As personagens principais reúnem-se à volta de um mapa que mostra as forças dos seus exércitos em desvantagem, rodeados das forças dos mortos. Enfrentam inimigos que não morrem, que não param e que não sentem. A única opção é atacar o Rei da Noite que lidera os exércitos dos mortos.

"Ele virá atrás de mim, já o tentou muitas vezes, esperarei por ele no bosque dos Deuses," ofereceu-se Bran, mas não sozinho. "Roubei-te este castelo, deixa-me defender-te agora," foi assim que Theon se voluntariou para defender Bran, naquele que é o único plano que têm para vencer as forças dos mortos.

Numa cena que começa com Tormund Giantsbane a olhar Brienne incrédulo. "Não és um cavaleiro?"

"Qualquer cavaleiro pode armar outro cavaleiro, ajoelhe-se Lady Brienne," é com estas palavras que Jaime Lannister deixa um salão em suspense. "Em nome do Guerreiro, exijo que sejas valente. Em nome do Pai, exijo que sejas justa. Em nome da Mãe, exijo que defendas os inocentes. Levanta-te Brienne de Tarth, cavaleiro dos Sete Reinos."

Para D. B. Weiss, outro dos criadores da série, Brienne tem sido um modelo de força e honra e finalmente ser armada cavaleiro é a validação que procurou durante a sua vida inteira.

Com o exército dos mortos a aproximar-se os protagonistas escolhem como passar aquela que pode ser a sua última noite. "Provavelmente vamos morrer em breve, e quero saber qual é a sensação antes de morrer". Desta forma Arya decide perder a virginidade e passar a última noite com Gendry.

Para a atriz Maisie Williams a cena mostra um momento em que a sua personagem, Arya Stark, finalmente mostra um lado humano, depois de passar anos a treinar rejeitar emoções no seu treino para ser uma assassina. "Isto pode ser um momento onde Arya aceita a sua morte eminente, o que ela nunca tinha aceitado".

Joe Dempsie admitiu o constrangimento de gravar a cena, sendo que conhece Maisie há 10 anos e que a conheceu quando a atriz tinha apenas 11 anos. Agora, Maisie Williams tem 22 anos e a HBO esclareceu que a personagem que desempenha, Arya tem 18, depois de ter havido uma corrida na internet às pesquisas pela idade da personagem.

Jon e Daenerys estão na cripta da família Stark, de frente da estátua de Lyanna Stark, mãe de Jon. Falam do amor entre Rhaegar Targaryen e Lyanna, casados em segredo e com um filho que tinha de tinha de se esconder de Robert Baratheon para sobreviver, que Lyanna confiou ao seu irmão, Ned para cuidar e criar como seu filho bastardo.

"O meu nome real é Aegon Targaryen," confessa Jon a Daenerys e deixa-a incrédula. "Se isso fosse verdade, serias o último herdeiro homem da casa Targaryen e com direito ao trono." Danny responde sem querer acreditar, numa cena que é interrompida por algo de ainda maior importância, a chegada do exército dos mortos.

O exército dos vivos contra o exército dos mortos em Winterfell. Os rostos dos protagonistas vistos pela última vez e um sussurro: "O rei da noite está a chegar". O trailer do 3º episódio de Guerra dos Tronos é vago, mas antecipa a primeira batalha da temporada, que vai opor os mortos contra os vivos.

O segundo episódio da oitava temporada que deveria ter estreado na madrugada de domingo para segunda-feira, na verdade estreou horas antes. Um leak involuntário a partir da Amazon Prime da Alemanha disponibilizou o conteúdo aos utilizadores antes da hora programada.

Um porta-voz da Amazon disse num comunicado que o erro já tinha sido corrigido e que "lamentavam o curto tempo que os clientes da Amazon na Alemanha tenham tido acesso ao 2º episódio da 8ª temporada.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG