Festa do Cinema Italiano homenageia fotojornalista Letizia Battaglia

A fotojornalista, que em 2007 já tinha exposto em Portugal, inaugurará uma exposição de fotografia - em dia e local a anunciar - intitulada "Mafia, Passione... Amore", juntamente com o fotógrafo Roberto Timperiq.

A fotojornalista Letizia Battaglia, que documentou a máfia siciliana, é uma das convidadas, este ano, da Festa do Cinema Italiano, em Lisboa, com uma exposição, um debate e um filme integrado na programação anunciada esta sexta-feira.

A presença de Letizia Battaglia, de 86 anos, é um dos destaques da 14.ª edição da Festa do Cinema Italiano, que decorrerá de 02 a 10 de novembro, em Lisboa e também noutras nove cidades do país, ao longo do próximo mês.

"A Festa faz uma homenagem a fotógrafa Letizia Battaglia, nome incontornável da fotografia italiana e fotojornalista reconhecida no mundo inteiro pelo seu trabalho u´nico em retratar a ma´fia italiana. Apesar de ter ficado famosa pelas suas fotografias nos meandros da máfia, Battaglia documentou igualmente a vida quotidiana siciliana", refere a organização.

A fotojornalista, que em 2007 já tinha exposto em Portugal, inaugurará uma exposição de fotografia - em dia e local a anunciar - intitulada "Mafia, Passione... Amore", juntamente com o foto´grafo Roberto Timperiq.

A autora siciliana estará ainda na exibic¸a~o do documentário "Shooting the Mafia", que Kim Longinotto fez sobre ela, e do filme "Era uma vez a máfia", de Franco Maresco, premiado este ano em Veneza.

Em 2007, quando esteve em Lisboa, Letizia Battaglia contava em entrevista à agência Lusa que se considerava uma "cronista de um quotidiano" a preto e branco, e marcado pela brutalidade dos assassinatos da máfia siciliana.

"Era inevitável eu cruzar-me com a máfia, porque ela estava na cidade e eu do outro lado com a máquina fotográfica", recordou Letizia Battaglia. Da programação, destaque ainda para a presença em Portugal do realizador Alessandro Rossellini, neto do cineasta italiano Roberto Rossellini, que apresentará o filme "The Rossellinis", sobre a família.

Em Lisboa estarão também o realizador Beniamino Barrese e a atriz e modelo Benedetta Barzini - filho e mãe -, por conta do documentário "La scomparsa di mia madre", que aquele realizou.

"O filme conta a história de Benedetta Barzini, ícone de moda nos anos 1960 e musa de Andy Warhol, Salvador Dali´ e Richard Avedon, que se tornou feminista radical e ativista pelos direitos das mulheres", explica a Festa do Cinema Italiano.

A organização tinha já anunciado que a Festa do Cinema Italiano abrirá com o filme "Tre piani", de Nanni Moretti, e encerrará com "As Irmãs Macaluso", de Emma Dante. Por sua vez, este filme servirá, no mesmo dia, para a abertura para o festival Olhares do Mediterrâneo, na capital.

Também já tinha revelado em setembro que nesta edição se dava atenção às divas do cinema italiano, às "grandes atrizes e intérpretes desse cinema", em colaboração com a Cinemateca Portuguesa.

"A retrospetiva será constituída por um ciclo com mais de 15 filmes que parte dos tempos do cinema mudo até aos nossos dias. Foram e são muitas as atrizes italianas que marcaram profundamente o cinema de hoje e que são reconhecidas e admiradas em Itália e em todo o mundo", destacam os organizadores.

Será possível ver filmes com nomes como Sophia Loren, Monica Vitti, Silvana Mangano, Claudia Cardinale, Alida Valli, Anna Magnani, entre muitas outras. O festival irá ainda assinalar os vinte anos dos confrontos da Cimeira do G8 em Génova, com uma mesa redonda com vários convidados, e projeção de filmes e documentários relacionados com a temática, nomeadamente, "Diaz - Don't Clean Up This Blood", de Daniele Vicari.

A Festa do Cinema Italiano decorrerá de 02 a 10 de novembro, em Lisboa, de 02 a 04 de novembro, em Coimbra, de 03 e 05 de novembro, em Beja. A partir de dia 04, estará nas cidades de Setúbal, Penafiel, Cascais e Porto, nesta última até dia 10, nas anteriores, até dia 07.

O cinema italiano passa ainda por Alverca do Ribatejo nos dias 06 e 07 de novembro, por Aveiro, nos dias 15 e 16, por Tomar, de 18 a 25, e, por Almada, entre 23 e 26, seguindo depois para outras cidades portuguesas, ainda a anunciar.

A Festa do Cinema Italiano é organizada pela Associação Il Sorpasso, com o apoio da Embaixada de Itália, do ICA - Instituto do Cinema e do Audiovisual, do Instituto Italiano de Cultura de Lisboa, do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Itália, do Luce Cinecittà e da Câmara Municipal de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG