Família de Avicii abre fundação para prevenir o suicídio e as doenças mentais

Avicii morreu a 20 de abril de 2018. A sua família pretende homenagear o artista e ajudar as pessoas que possam estar na situação depressiva e instável que este enfrentava.

Passado quase um ano sobre a morte do DJ sueco Avicii, a família do artista anunciou na terça-feira que vai criar uma fundação em sua homenagem.

De acordo com a família, a fundação Tim Bergling - o nome verdadeiro de Avicii, irá inicialmente focar-se "no apoio a pessoas e organizações no campo das doenças mentais e na prevenção do suicídio", no entanto, esta também pretende atuar contra as alterações climáticas, a favor da conservação da natureza e na proteção de espécies ameaçadas, como explicaram à revista Rolling Stone.

A fundação vai começar a funcionar no dia 20 de abril, data do primeiro aniversário da morte do artista. A família do DJ pretende que a fundação trabalhe não só na Suécia, mas também fora dela.

"Começar uma fundação em seu nome é a nossa maneira de honrar a memória dele e continuar a agir no seu espírito", avançou a família. Tim Bergling fez várias ações para chamar a atenção para várias crises humanitárias. Em 2011, o artista fez uma série de concertos com o objetivo de juntar dinheiro para acabar com a fome mundial. Em 2014, fez uma parceria com a RED para angariar fundos que serviram para o combate de doenças como a sida, a tuberculose e a malária. "O Tim queria fazer a diferença", disseram no comunicado.

O artista das músicas de sucesso Levels e Wake me Up suicidou-se a 28 de abril de 2018, com 28 anos de idade. "Ele - Avicii realmente lutou com pensamentos sobre o sentido, a vida e a felicidade. Ele não podia continuar mais. Ele queria encontrar a paz. Tim não foi feito para a máquina de negócios em que se encontrava; era um rapaz sensível que amava seus fãs, mas evitou os holofotes. "Tim, vais ser eternamente amado e tristemente perdido. A pessoa que tu eras e a tua música manterão a tua memória viva. Amamos-te" escreveu a família num comunicado, dias depois da morte do músico.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG