Exclusivo Da Alemanha, com amor

Inspirando-se num romance ​​​​​​​de Erich Kästner, Fabian é um magnífico exemplo de um cinema alemão que, afinal, conhecemos tão mal.

O escritor alemão Erich Kästner, autor do clássico infantil Emílio e os Detectives, publicou o romance Fabian em 1931. O seu perene impacto decorre da capacidade de retratar ambiências da República de Weimar, dando conta de uma decomposição das relações humanas paralela ao pressentimento da ditadura nazi.

A adaptação cinematográfica de Fabian, realizada por Dominik Graf, é um pequeno prodígio narrativo, encenando as desventuras de Jakob Fabian, aspirante a escritor que vai desgastando talento e energias como funcionário do departamento de publicidade de uma companhia de tabaco. O encontro com Cornelia Battenberg, atriz a tentar consolidar uma carreira, adquire uma dimensão eminentemente trágica - o radicalismo do seu amor revela-se, afinal, frágil para resistir aos fantasmas que vão ganhando corpo no dia a dia de uma Berlim de muitos assombramentos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG