7 dias, 7 propostas por João Gil

Compositor e guitarrista dispensa apresentações pelo seu trabalho na música portuguesa. Dos Trovante à Ala dos Namorados, da Filarmónica Gil ao recente Tais Quais, entre outros projetos, que cabem nos 46 anos de carreira. Marco que vai ser comemorado este ano em concerto. Estas são as suas sugestões para os próximos 7 dias da semana.

1. Exposição
Viagem pelo esquecimento
Em exibição até 5 de maio
MAAT, Lisboa
domingo, 24 de abril

Um encontro das três Artes: Poesia, Video Arte e Música por Ana Mesquita, Mia Couto e João Gil

Um filme tríptico de 63 minutos, dividido em doze temas, que convida o visitante a viajar pelas mais delicadas facetas da história, num constante apelo à memória do que fomos como humanidade, em relação às mulheres, aos escravos, aos antepassados, aos migrantes, ao planeta, às cidades, à vida e ao amor.

Provoca-nos.

2. Liberdade
25 de Abril
Celebrar a Democracia

Segunda-feira, 25 de abrill

O dia da Liberdade. O renascimento de Portugal. O início da Democracia.

É ir para rua a celebrar ou apenas a passear pelas ruas da vossa cidade ou pelas veredas do nosso campo.

Respirar apenas e ter o prazer de viver. Tudo é poesia. Ela está por todo o lado, no Cais junto ao Rio, nos paredões junto ao Mar, nas pedras e nos troncos das árvores.

Celebrar a vida em Democracia é tudo o que desejo para o nosso Pais para o nosso Povo.

Ta ta ra ra ra ra ra raaaa

Ta ra ri ra ra ra ra raaaaa

Qual é a marcha?

3. Livro
O ano do pensamento mágico
De Joan Didion. Cultura Editora.
terça, 26 de abril

Aconselho a leitura deste livro por muitas e diversas razões: o Diogo Infante encenou a peça de teatro que saiu deste livro baseado na história verídica e vivida pela autora Joan Didion.

Estreou em Lisboa em 2009 no Teatro D. Maria , numa extraordinária e comovente interpretação de Eunice Muñoz.

O Diogo convidou-me para compor música original e guardo na memória o espanto e admiração logo no primeiro ensaio de leitura com a Eunice. O seu tempo, as pausas, a gestão do silêncio e a cadência. Acreditem, foi uma lição e foi um momento.

Aproveitem os novos ventos da provável libertação da máscara e vão ao Teatro Trindade ver a peça O amor é tão simples com o Diogo Infante.

4. Viagem
Serra da Estrela
Pelos trilhos da Serra da Estrela
quarta, 27 de abril

Agora que estamos na Primavera, ponham uns ténis e caminhem pelos trilhos da Serra da Estrela. O cheiro da urze e das giestas, a planície de colchão da nave de Santo António. Deitem-se numa das pedras das Penhas da Saúde e sintam o calor, a energia e a força inspiradora da Serra.

Voltam diferentes e curados de tanto dióxido de carbono acumulado

5. Poesia
O meu corpo humano
De Maria do Rosário Pedreira, editado por Quetzal Editores (2022)
quinta, 28 de abril

Uma deliciosa viagem poética através do corpo humano. Admiro a sua poesia escrita e cantada. É de longe uma das pessoas mais inspiradas da Escrita lida, cantada, ouvida, sentida, rimada, falada.

6. Música
Miguel AraújoChá Lá Lá
Sexta, 29 de abril

Um dos mais inspirados 3 em 1 da recente Música Portuguesa.

Escreve, compõe e interpreta fluentemente tudo com total facilidade. Imagino-o sempre no seu sótão cheiinho de caixas de histórias engraçadas.

O Miguel é sem dúvida um caso de raro instinto musical apurado. Gosto dele e é boa gente.

7.Passeio
Bicicleta
Pelo Guincho e Cascais
sábado, 30 de abril

Levem ou aluguem uma bicicleta e comecem a pedalar junto ao Guincho. Chegam à Guia e é sempre a descer até à Boca do Inferno, passam pela Marina e petiscam qualquer coisa. Seguem viagem até à Baía de Cascais, aventuram-se pela Rua Direita, comem um Santini e chegam ao paredão. Encostam a bicicleta e bebem um café. Pegam no veículo de novo e pedalam até ao limite da Azarujinha. Sentam-se num dos banquinhos e desfocam o olhar no Mar. Aproveitam para matutar na vida. Enchem o peito de maresia e iniciam a viagem de regresso até o Guincho. Ufa... valeu.

filipe.gil@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG