Volume do gelo ártico é este ano 50% maior

O volume da camada de gelo do ártico, medida pelo satélite 'Cryosat', é este outono cerca de 50% maior que o medido em 2012, anunciou hoje a Agência Espacial Europeia (ESA).

As observações do 'Cryosat' indicam que o volume do gelo ártico é atualmente de nove mil quilómetros cúbicos, contra seis mil quilómetros cúbicos em 2012, ano em que no verão foi registada uma fusão recorde dos campos de gelo.

A espessura da camada de gelo permanente sobre o oceano glacial ártico é este ano em média 30 centímetros maior que em 2012.

Um comunicado da ESA diz que o aumento de volume do gelo ártico "é uma boa notícia, mas não significa uma inversão da tendência a longo prazo" de redução da calote polar. Nos anos 1980, o volume de gelo em outubro foi estimado em 20 mil quilómetros cúbicos.

O satélite 'Cryosat', lançado em 2010, é especializado na medição do volume de gelo que cobre o oceano ártico, que constitui um dos principais indicadores do aquecimento climático.

Exclusivos