Universidade do Minho em rede internacional

Estabelecimento foi escolhido para representar Portugal numa  rede de troca de estudos científicos entre 27 países.

A Universidade do Minho representa Portugal no projecto europeu OpenAIRE, um portal que disponibiliza estudos científicos de 27 países e que é financiado pela União Europeia, anunciou ontem a instituição.

A Reitoria adiantou que "os Serviços de Documentação da UMinho (SDUM) são um dos principais parceiros do consórcio do projecto, dado que coordenam a rede do Sul da Europa (Portugal, Espanha, Itália, Grécia, Chipre e Malta)".

O OpenAIRE (Open Access Infrastructure for Research in Europe) foi apresentado na quinta-feira na Universidade de Ghent, na Bélgica, pela vice-presidente da Comissão Europeia Neelie Kroes.

A fonte sublinhou que a universidade terá ainda que disseminar o projecto em Portugal: "A participação no OpenAIRE deve-se ao facto de a academia se constituir, através do estabelecimento do repositório institucional (RepositóriUM) e de uma política de auto--arquivo, como uma das instituições pioneiras no domínio do acesso livre à sua produção científica", acentua.

Acrescenta que o RepositóriUM transformou, ainda, a UMinho "numa referência do acesso livre à literatura científica, contribuindo para aumentar sua visibilidade global".

A instituição salienta que o projecto "permite o acesso ilimitado a um conjunto importante de artigos relativos a sete áreas de estudo, nomeadamente saúde, energia, ambiente, ciências sociais e humanas, tecnologia da informação e comunicação, infra-estruturas de investigação e ciências socioeconómicas".

Actualmente, apenas 15% a 20% dos resultados científicos estão disponíveis em bases de acesso livre, sendo que os restantes só são consultados por assinantes.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG