Windows 10 será gratuito. Apresentados os HoloLens - óculos que projetam hologramas

O "upgrade" para a nova versão do WIndows será gratuito para quem tenha o Windows 7 ou superior. Vem aí novo sistema para telefones. E a grande novidade: óculos de realidade virtual.

Tanto os utilizadores do Windows 7 ou superior como quem usa Windows Phone 8.1 no seu smartphone poderão instalar o novo Windows 10 gratuitamente durante o primeiro ano. O anúncio foi feito hoje por Terry Myerson, diretor do Windows, que está a apresentar a nova geração do sistema operativo na sede da Microsoft, em Redmond, Washington.

As grandes novidades em termos de dispositivos foram o SurfaceHub, um computado de ecrã tátil com 84 polegadas (213 cm), especialmente pensado para salas de conferências; e o HoloLens, óculos de realidade virtual capazes de projetar "hologramas" com os quais o utilizador pode interagir (ler pormenores no fim do texto).

Vídeo mostrado durante a apresentação do HoloLens mostrando o potencial do aparelho

Durante a apresentação do Windows 10, Myerson promete ainda que a Microsoft irá fornecer atualizações gratuitamente "durante a vida útil do dispositivo".

Joe Belfiore, vice-presidente da Microsoft para os sistemas operativos, demonstra de seguida algumas alterações ao Windows, nomeadamente o novo menu Iniciar, que contém mosaicos animados e atualizados pelas "apps", como acontece no ecrã Iniciar do Windows 8. Este menu pode agora se ampliado de forma a ocupar todo o ecrã ou reduzida para ficar semelhante ao Windows 7.

Outra das novidades demonstradas é o prometido Continuum, o modo que faz a transição de ambiente 'desktop' para um ambiente pensado para 'tablet'. Ao retirar o teclado e o rato do dispositivo, surge uma janela 'pop up' que faz a transição, mas tanto o menu Iniciar como a barra de tarefas permanece no ecrã, ao contrário do que acontecia no Windows 8.

Segurando um 'tablet' Surface com teclado removível, Belfiore afirma que desta forma "o aparelho transforma-se de forma elegante num modo para o outro".

Cortana chega ao PC

Tal como tinha sido previsto, a assistente digital Cortana será também incluida no WIndows 10. Belfiore demonstra a sua utilização, mas numa versão que, avisa, está ainda de tal forma em desenvolvimento que "vamos ver alguns problemas".

"Estas funcionalidades devem [ser tornadas públicas] nos próximos 3, 4, 5 meses", diz Belfiore.

A versão Cortana no PC (atualmente apenas existe nos Windows Phones em alguns mercados) estará disponível na barra de tarefas e responde a comandos de voz. E ao contrário do que Joe Belfiore previu, respondeu a todas as solicitações sem qualquer problema...

Segue-se a apresentação do Windows 10 para telefones e "phablets". O centro de notificações passa a estar sincronizado com o PC. Desta forma, o utilizador recebe as mesmas notificações no telefone ou no computador e quando marca como "lida" num lado o mesmo é registado no outro aparelho.

Passa também a ser possível responder a mensagens recebidas no próprio ecrã das notificações. E o teclado virtual pode ser "arrastado" para qualquer local no ecrã.

Office revisto para tablets e telefones

Chega a vez do Office. Os programas Word, Excel, PowerPoint estarão incluídos em todos os telefones e "pequenos tablets", diz Belfiore.

A nova versão para dispositivos móveis do Office incluirá a "Ribbon" - a barra de menus que foi estreada no Office 2013.

Também o Outlook será atualizado. É agora uma "app universal", que corre em computadores, tablets e telefones.

Outras "apps" que passam a ter uma navegação semelhante no telefone ou no PC: Imagens, Calendário, Contactos.

Também a Música passa a estar mais interligada. E passará a ser possível - "dentro de um ou dois meses", segundo Belfiore - colocar toda a coleção de música na "nuvem" OneDrive e lê-la em qualquer lugar.

Confirma-se o Spartan

Belfiore confirma aquilo que já se falava: vem aí um novo navegador na Internet, chamado Spartan. Tem um aspeto mais "clean" do que o Internet Explorer e inclui uma nova funcionalidade: permite tirar notas (ou fazer desenhos, por exemplo) em qualquer lugar sobre a página.

Pelo que é demonstrado, o 'browser' passa a ter funcionalidades semelhantes ao OneNote (o programa de notas da Microsoft), sendo possível abrir caixas de texto para comentários em qualquer lugar de uma página da Internet.

É também possível copiar toda uma página da web ou parte dela para o bloco de notas OneNote.

Também a funcionalidade Reading List - atualmente uma app à parte -, que permite guardar qualquer página da internet para ler mais tarde, passa a estar integrada no novo 'browser'.

O 'Spartan' inclui ainda funções da assistente Cortana. Belfiore demonstra-o: ao escrever Delta na barra de endereços, a Cortana apresenta automaticamente detalhes sobre o voo previamente marcado na Delta Airlines.

Os utilizadores inscritos na antevisão do Windows 10 devem receber o Spartan em "3, 4, 5 meses", promete Belfiore.

Jogar Xbox em qualquer PC ou tablet com Windows 10

Phil Spencer, o "patrão" da Xbox, substitui Belfiore em palco par falar das novidades da consola da Microsoft.

Nova "app" para Windows 10 inclui informações sobre todos os jogos da rede Xbox que se joga em todos os dispositivos, bem como é um "centro de mensagens" que agrega todas as informações trocadas com amigos na rede.

Anunciado um novo atalho: tecla de Windows + G abre na app Xbox um menu com a função de gravar 'clips' de vídeo dos jogos, que podem depois ser partilhados nas redes sociais.

Para programadores: vem aí o Direct X 12, que promete mais 50% de performance nos jogos. "Estamos a dar mais controlo sobre o CPU e o GPU", diz Spencer.

Fica ainda a promessa: será possível fazer "streamig" de jogos da Xbox One para qualquer PC ou tablet com WIndows 10 que esteja na mesma rede doméstica.

Um novo computador... gigante

Terry Myerson regressa ao palco para apresentar um nvo aparelho: o Microsoft Surface Hub.

Trata-se de um computador integrado com ecrã de 84 polegadas (213 centímetros), ecrã tátil, suporte para caneta eletrónica, duas câmaras, microfones e altifalantes.

O aparelho permite projetar o conteúdo de qualquer tablet Surface e partilhá-lo em teleconferência.

A teleconferência é garantida pelo Skype.

Kinect e "hologramas" em conjunto com a NASA

Alex Kipman, o homem por trás do sensores de movimentos Kinect, assume a palavra para apresentar "Windows Holographic".

Trata-se de óculos de realidade virtual onde se projetam "hologramas" sobre o mundo real, permitindo aos utilizadores interagirem com estes gráficos.

Uma espécie de mistura de realidade aumentada, gráficos 3D e sensores de movimentos.

Segundo Kipman, o Windows 10 incluirá rotinas e protocolos (APIs) que permitirão desenvolver estas novas formas de interação com o software.

E apresenta a Microsoft HoloLens: "O computador holográfico mais avançado que o mundo já viu".

Trata-se de óculos capazes de projetar hologramas sobre a imagem real, com som surround. Deverá ser lançado na mesma altura que o Windows 10.

Segundo Kipman, o aparelho não necessita de estar ligado ao computador nem ao telefone para funcionar.

É feita uma demonstração. Ainda que os gráficos dos "hologramas" sejam um pouco primários, a utilizadora consegue manipular objetos virtuais tridimensionais com o HoloLens acompanhar cada movimento.

"Os hologramas são como o 'print preview' para a impressão em 3D", diz Kipman, segurando um helicóptero criado a partir do modelo tridimensional que estava a ser demonstrado com o HoloLens.

O aparelho e o software tem estado a ser desenvolvido em conjunto com a NASA.

"Novas experiências"

O presidente da Microsoft, Satya Nadella, sobe por fim ao palco para assumir que o Windows quer transformar-se na "plataforma de produtividade num mundo móvel e na 'nuvem'".

"Queremos que as pessoas usem o Windows e adorem o Windows", afirma, numa assunção indireta de que muitos que utilizam hoje o sistema operativo não têm com ele uma relação emocional.

E apresenta a nova unificada "loja" - onde se encontram as apps para todos os dispositivos Windows - como argumento para os programadores desenvolverem apps para o ecosistema.