Toshiba tem robot para limpeza da central de Fukushima

A Toshiba apresentou um protótipo de um robot controlado remotamente que poderá ser utilizado na limpeza do reator número 1 da central nuclear japonesa de Fukushima, seriamente danificada com o sismo e tsunami de 11 de março de 2011.

O robot, que pode suportar uma exposição de radiações muito superior à dos seres humanos está desenhado para retirar materiais radioativos através de gelo seco sobre as superfícies a trabalhar, uma tecnologia que é também empregue para limpar o exterior dos aviões.

O braço frontal do robot pulveriza gelo seco e, ao mesmo tempo, aspira as substâncias radioativas que se libertam.

Com oito câmaras destinadas a facilitar as operações de controlo remoto, o robot pode deslocar-se a uma velocidade entre os cinco e os 20 metros por minutos e poder superar desníveis até cinco graus de inclinação.

A Toshiba espera realizar testes à nova máquina no reator número 2 da mesma central antes de o colocar em funcionamento no reator número 1, o que deverá acontecer em meados do ano.

Especialistas nucleares calculam que os trabalhos para retirar o combustível nuclear, descontaminar as instalações e desmantelar os reatores de Fukushima deverão prolongar-se por 40 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG