Robô que vence sempre o jogo "pedra, papel e tesoura"

Um robô desenvolvido por cientistas japoneses é tão rápido que consegue vencer sempre um humano no jogo "pedra, papel e tesoura".

O Robô Janken (nome japonês do jogo), tecnicamente, faz batota: porque demora apenas um milésimo de segundo a reconhecer a forma que uma mão humana está a realizar, utiliza esse reconhecimento para fazer uma posição vencedora a alta velocidade (cerca de 20 milissegundos).

Esta é a segunda versão de outro robô que, como conta a BBC, demorava 20 milissegundos a reconhecer a forma assumida pela mão humana. Esta segunda versão é quase perfeita, dando "de graça" que o método para vencer o jogo seja "batoteiro", visto que usa o reconhecimento e a reação como armas, invés da previsão como mandam as regras do jogo.

Os cientistas japoneses da Universidade de Tóquio que construiram o robô especializam em tecnologias que visam replicar e aperfeiçoar os sentido humanos, utilizando robôs inteligentes de alta velocidade para esse fim.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG