NASA lança satélite para medir dióxido de carbono

Após um atraso de 24 horas, a agência espacial norte-americana lançou hoje o seu primeiro satélite para medir na atmosfera os níveis de dióxido de carbono, o principal gás do efeito estufa, que contribui para o aquecimento global.

O foguete Delta 2, da empresa United Launch Alliance, que transporta o satélite OCO-2 (Observatório Orbital de Carbono -- 2, sigla em inglês), foi lançado às 02:56, horário local (10:56 em Lisboa) da base aérea de Vanderberg, na Califórnia.

Na terça-feira, o lançamento tinha sido cancelado no último minuto devido a problemas na válvula do sistema de fluxo de água para a plataforma de lançamento.

O OCO-2 é muito semelhante ao OCO-1, que acabou destruído durante o seu lançamento em fevereiro de 2009.

O satélite será colocado numa órbita quase polar, a 750 quilómetros de altitude, para uma missão de pelo menos dois anos.

O OCO-2 fará 24 medições de carbono na atmosfera a cada segundo, cerca de um milhão por dia, mas as nuvens podem ser um grande obstáculo. O seu campo de visão é de cerca de uma milha quadrada (três quilômetros quadrados), por isso as nuvens podem atrapalhar as suas medições.

A NASA espera recolher cerca de 100 mil dados instantâneos diários do satélite.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG