Samsung processa Apple por infração de patentes

A Samsung responde ao rival Apple com um novo processo, dizendo que o mais recente iPhone infringe as suas patentes. A luta pelo domínio da industria dos gadgets continua.

Segundo a agência Reuters, o gigante coreano fez chegar o processo aos tribunais norte-americanos na passada terça-feira. "Não temos escolha senão em tomar os passos necessários para proteger as nossas inovações e os nossos direitos de propriedade intelectual", disse a Samsung em comunicado. A marca antecipou ainda que irá apresentar uma moção para acrescentar o iPhone 5 à lista de contendas de infrações da Apple que existe nos tribunais.

"Com base na informação disponível, a Samsung espera que o iPhone 5 infrinja patentes, da mesma forma que os outros modelos da marca o fizeram", disse ainda a multi-nacional, sediada na Coreia.

O processo segue na sequência de outro processo judicial, imposto pela Apple, que proibiu temporariamente as venda do Galaxy tab 10.1. A Apple saiu vencedora, depois de serem provadas as infrações de patente do seu tablet em relação ao iPad.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.