O Spectrum está de volta, mais rápido e com mil jogos incluídos

Icónico computador vai voltar sem o leitor de cassetes, mas com os jogos que marcaram uma década do século XX.

A tecnologia também permite algum revivalismo. Mais de 30 anos depois do primeiro Spectrum, eis que chega uma nova versão, mais evoluída (sem leitor de cassetes), mas com os mesmos jogos que marcaram a década de 80. E o sucesso parece estar garantido, pois a campanha de crowdfunding que pretendia angariar cem mil libras (cerca de 127 mil euros) até 30 de janeiro, já ultrapassou o valor em apenas três dias.

O objetivo é criar os primeiros mil Sinclair Spectrum Vega que já têm preço de custo: cem libras (cerca de 127 euros). Além dos mil jogos já incluídos, será possível fazer o download de outros. Nos anos de ouro do computador, foram vendidos cinco milhões de Spectrum. Agora, depois dos mil (que só serão distribuídos no próximo ano), a empresa Retro Computers quer construir mais três mil e depois dez mil, como se pode ler no site de crowdfunding.

A Retro Computers tem como acionista a Sinclair Research, detida por Sir Clive Sinclair, o homem que criou o Spectrum original. A empresa explica que está a falar com quem tem os direitos de software do Spectrum para que sejam feito donativos para um hospital de crianças.

Exclusivos