Fabricante dos Blackberry responde a críticas da Apple

O conselheiro delegado da Research in Motion (RIM), fabricante dos populares Blackberry, afirmou que muitos utilizadores "estão cansados que a Apple lhes diga o que têm de pensar", depois de a Apple ter criticado aquela empresa canadiana.

"Acreditamos que muitos consumidores estão cansados que a Apple lhes diga o que têm de pensar. E é certo que a RIM registou pedidos recorde durante cinco semestres consecutivos", afirmou Jim Balsillie, responsável da empresa canadiana.

A declaração de Balsillie surge menos de 24 horas depois de o dirigente máximo da norte-americana Apple, Steve Jobs, ter criticado repetidamente e em público os principais concorrentes da sua empresa.

Jobs atacou a decisão da RIM de produzir o tablet de sete polegadas, o PlayBook, que concorre com o iPad, de 10 polegadas, e disse que o tamanho do PlayBook é demasiado pequeno.

"Para os que vivemos fora do campo de distorção da Apple, sabemos que os tablets de sete polegadas serão uma grande porção do mercado e sabemos que incluir o Adobe Flash importa aos clientes que querem uma experiência real de Internet", disse Balsillie, na sequência das afirmações do responsável da Apple.

"Também sabemos que, apesar da tentativa da Apple de controlar o ecossistema e de manter uma plataforma fechada poder ser bom para a Apple, os técnicos querem mais opções e os clientes querem um acesso completo à esmagadora maioria dos sites online que utilizam Flash", acrescentou.

A Apple recusou-se a permitir o uso do Flash no iPad, considerando que isso afecta a estabilidade e o rendimento do seu aparelho.

Balsillie, da RIM, aproveitou ainda para criticar a Apple por não ter sido capaz de fornecer ao mercado produtos suficientes no último trimestre

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG