Este robô conduz... mas só a 30km/h e não sabe fazer curvas

O robô humanóide apresentado pela Universidade de Roma Sapienza sabe conduzir carros num simulador.

A Universidade de Roma Sapienza, em colaboração com a Universidade de Montpellier, apresentou no mês passado em Madrid um robô que consegue conduzir num simulador.

No entanto, conforme conta esta quinta-feira o El País, a equipa que o desenvolve ainda tem um longo caminho a percorrer: apesar de avançado, o robô não lida bem com curvas apertadas e conduz a cerca de 30 quilómetros por hora.

"Os humanos robóticos, ao terem a nossa aparência, são uma plataforma muito versátil que pode usar-se para muitas tarefas", conta ao El País o investigador italiano Antonio Paolillo.

O robô foi apresentado na conferência Humanoids 2014, que teve lugar em Madrid entre 18 e 20 de novembro e que pretende divulgar e premiar investigações a nível mundial no âmbito dos robôs humanóides: robôs que têm uma forma física parecida com a dos humanos.

O trabalho de Paolillo e da sua equipa foca-se num robô que consegue conduzir um carro numa simulação. Para o conseguir, o robô tem um módulo que controla a sua visão: grava a estrada com uma câmara e, a partir de modelos matemáticos, faz com que o robô reconheça e saiba reagir às situações que se lhe apresentam.

O robô só consegue conduzir por aquilo que interpreta como uma linha reta, mas os investigadores conseguem que, em curvas suaves, o humanóide vá somando pequenos segmentos retos da curva e ajustando a sua trajetória.

Outro dos desafios, comum no mundo da robótica, é o de conseguir criar "uma ferramenta segura. Ou seja," explica Polillo, "que o robô não estrague as ferramentas nem se estrague a si próprio".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG