Anonymous convoca manifestação em memória de Swartz

O grupo de ativistas 'Anonymous' não esqueceu o caso Swartz e emitiu, ontem, um comunicado convocando uma manifestação nas ruas de Boston e Washington DC para o próximo dia 25 de janeiro.

"Aaron Swartz era essencial para a progressão da internet". "Antes de acabar com a sua própria vida, Aaron enfrentava 35 anos na prisão por agir de acordo com os seus ideais", escreve o grupo no texto publicado na base de dados Pastebin.

Por isso, "o Anonymous está a preparar-se para uma longa e extensa batalha sistema legal americano", para dar continuidade à Operation Angel, que prevê a reformação das leis que definem a liberdade na Internet.

A luta tem lugar nos últimos dias de janeiro e vai contar com o apoio da congressista Zoe Lofgren, criadora da Aaron's Law, um projeto-lei que limita os termos da lei da fraude e do abuso informáticos e proíbe as penas de prisão nos casos de violação dos serviços, pensado, primeiramente, por Swartz.

Até lá, os membros do Anonymous prometem diversas manifestações online, como invasões aos sites oficiais do MIT e do Departamento de Justiça dos Estados Unidos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG