Gene que provoca obesidade pode estar ligado ao cancro da pele

Um dos genes que está ligado à obesidade pode também estar associado ao aparecimento de melanomas malignos que provocam o cancro de pele.

Esta é a conclusão de um estudo da Universidade de Leeds, no Reino Unido, publicado na revista científica "Nature Genetics".

Os investigadores descobriram, pela primeira vez, uma ligação entre o gene e uma doença que não está relacionada com o aumento de peso. Os indivíduos que contam com uma variação no seu ADN, provocada pelo FTO ou Intron 8, o gene ligado à obesidade, correm um maior risco de ter cancro de pele.

Para chegar a estas conclusões, os investigadores analisaram dados genéticos de 13 mil tumores malignos e de 60 mil pessoas não afetadas pelo cancro.

Os autores da pesquisa questionam qual a possível ligação este gene com outras doenças não ligadas à obesidade e ao índice de massa corporal.

Mark Iles, um dos autores do estudo, disse à BBC que "isto levanta a questão se pesquisas futuras vão revelar se o gene pode estar na origem de mais doenças".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG