Cavaco inaugura Instituto de Excelência de Medicina Regenerativa Tecidos

O Presidente da Republica, Cavaco Silva, inaugura dia 25, em Guimarães, o novo edifício do Instituto Europeu de Excelência de Medicina Regenerativa de Tecidos, onde trabalham 120 investigadores de 20 países.

O presidente do Instituto, o investigador Rui Reis, adiantou à Lusa que a estrutura "permite realizar investigação que passa pelo desenvolvimento (síntese) de novos materiais biomédicos, o seu processamento, modificação, e caracterização, e, em condições limpas e que permitem processar/tratar muito pequenas quantidades de materiais grande custo.

Tem também "condições ímpares para toda a componente de isolamento, expansão e diferenciação de células estaminais de diferentes origens, incluindo o uso de bioreactores específicos e toda a caracterização molecular e celular".

O investigador salientou que o Instituto "associa, ainda, a possibilidade de realizar ensaios em pequenos animais, ratinhos, ratos e coelhos, assegurando condições excepcionais para o desenvolvimento de investigação multidisciplinar, que são críticas para o sucesso desta área de investigação".

Acrescentou que a componente industrial assegura uma efectiva orientação no sentido da exploração dos resultados obtidos.

As infra-estruturas de apoio e as características técnicas do edifício, incluindo particulares de segurança e confidencialidade, bem como a sua funcionalidade, "são de excelente qualidade".

O edifício acolhe, ainda, o grupo de investigação 3B´s (Biomateriais, Materiais Biodegradáveis e Biomiméticos) da UMinho que, assim, "poderá potenciar a sua actividade, assumindo uma posição de ainda maior preponderância a nível europeu e mundial".

Actualmente - garante Rui Reis - "o grupo 3B´s já é uma das unidades de investigação europeias com maior produtividade científica nas áreas da engenharia de tecidos humanos, medicina regenerativa, biomateriais e células estaminais, sendo fortemente competitiva e conceituada a nível mundial".

A rede de instituições de excelência, bem como o modelo de associação assumido, "permitirão à Europa assumir uma posição internacional fortemente competitiva no domínio da engenharia de tecidos e da medicina regenerativa".

O AvePark, Parque de Ciência e Tecnologia, onde o Instituto tem sede, está projectado para acolher, no prazo de 10 anos, 200 empresas tecnológicas.

A deslocação do PR ao Avepark decorre no quadro da visita que efectua a Guimarães, para presidir às comemorações do dia 24 de Junho, feriado municipal em que se evoca a Batalha de São Mamede, e que se integram, este ano, nas comemorações do nono centenário do nascimento de D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG