Radiotelescópio espacial lançado com sucesso

A agência espacial russa Roskosmos anunciou hoje o lançamento bem sucedido do radiotelescópio espacial RadioAstron (Spektr-R).

Um porta-voz da Roskosmos confirmou à agência Ria-Novosti que o radiotelescópio se separou do foguetão Zenit-2SB - do Baikonur, cosmódromo que a Rússia aluga no território do Cazaquistão - à hora prevista.

Construído pelo grupo aeroespacial NPO Lavotchkin, em cooperação com o centro AstroEspaço do Instituto de Física Lebedev, o radiotelescópio espacial RadioAstron vai realizar observações de diversos objectos celestes através de interferometria (medição de alta precisão com base nos fenómenos da interferência da luz) de banda larga, juntamente com uma série de radiotelescópios terrestres.

O RadioAstron dedicar-se-á ao exame de núcleos de galáxias, buracos negros supermassivos, aceleração de partículas, efeito Faraday, campos magnéticos, raios espaciais e movimento superlumínico (mais rápido do que a velocidade da luz). Os seus equipamentos poderão detectar efeitos cosmológicos, estudar a matéria e a energia obscuras, medir a velocidade de pulsares e examinar a dependência entre as características físicas de núcleos de galáxias e o fenómeno de desvio para o vermelho (fenómeno óptico que permite determinar a velocidade de um objecto).

O lançamento do RadioAstron ajudará também a Rússia na monitorização da actividade solar, que tem aumentado e, segundo algumas previsões, até poderá causar certos problemas técnicos em finais de 2012. O radiotelescópio terá um prazo de funcionamento mínimo de cinco anos. Segundo o "site" do projecto, a sua órbita terá a inclinação de 51,6 graus, um período de 7-10 dias, apogeu de 350.000-390.000 km e perigeu de 10.000-70.000 km.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG