Pode haver diamantes sob o gelo da Antártida

Investigadores australianos descobriram na região leste do continente gelado rochas que costumam estar associadas a estas pedras preciosas

Estavam ocultos sob os gelos, mas um grupo de investigadores encontrou agora os primeiros indícios de que poderão existir diamantes no subsolo gelado da Antártida.

A descoberta, que foi publicada na revista Nature Communications por uma equipa de cientistas australianos liderada pelo geólogo Gregory Yaxley, da Australian National University, mostra que a Terra continua a ser uma fonte de permanentes surpresas para os cientistas. Mas ela levanta também algumas inquietações para o futuro.

A equipa de Gregory Yaxley identificou nas montanhas Prince Charles, na região leste da Antártida, um tipo de rocha, o kimbertlito, que é de origem vulcânica e rica em carbono e em minerais diversos, como a olivina ou a granada, e que se encontra associada à presença de diamantes.

A Antártida está protegida até 2041 por um tratado internacional que interdita a exploração dos seus recursos, mas o acordo terá de ser renovado para que essa proibição se mantenha.

Leia mais pormenores no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG