Partículas de diamante descobertas em chamas de velas

O brilho da luz das velas pode ser explicado pela existência de milhões de partículas de diamante a arder, dentro da chama.

De acordo com o The Telegraph, alguns investigadores da Universidade de St Andrews, na Escócia, descobriram que cerca de um milhão e meio de nano-partículas são gerados a cada segundo enquanto a vela arde.

Wuzong Zhou, chefe da investigação, disse que se for descoberta uma maneira de extrair as partículas, poder-se-ia chegar a novos métodos de produção de diamantes.

Pesquisas anteriores tinham mostrado que as moléculas de hidrocarbonetos na parte final das chamas das velas são convertidas em dióxido de carbono no momento em que chegam ao topo. Mas não se sabia o que acontecia no meio da chama.

Da primeira vez que foram retiradas partículas do centro da chama, o Dr Zhou identificou amostras de todas as quatro formas conhecidas de carbono, inclusive diamantes.

"Infelizmente as partículas de diamante são queimadas no processo e convertidos em dióxido de carbono, mas isso vai mudar a forma de vermos uma chama de vela para sempre", disse o professor Wuzong Zhou.

"A minha pesquisa mostra que é possível ver diamantes nas chamas, mas isso dá-nos uma oportunidade para pensar sobre os diamantes poderem ser formados de maneira diferente" conclui ele.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG