Lagarto "Moby Dick" é descoberto em Madagáscar

Espécie subterrânea foi chamada "Sirenoscincus mobydick", em alusão à famosa baleia cachalote albina da obra do escritor americano Herman Melville.

Uma equipa internacional de pesquisadores descobriu em Madagáscar uma nova espécie de lagarto subterrâneo, batizado de "Moby Dick", por sua semelhança com um cetáceo, anunciou ontem o Centro Nacional de Pesquisas Científicas (CNRS), em Montpellier, França.

A espécie descoberta apresenta uma combinação única de características anatómicas entre os vertebrados terrestres, que são os anfíbios, os répteis, os mamíferos e as aves. A espécie recebeu o nome de "Sirenoscincus mobydick", em alusão à célebre cachalote albina do romance de Herman Melville.

O animal tem a pele sem pigmentos e os olhos praticamente escondidos, que são quase inúteis, pois o animal vive debaixo da terra. Suas patas posteriores desapareceram, mas "Moby Dick" manteve as anteriores. Segundo o CNRS, trata-se de "um plano de organização morfológica" que lembra o dos cetáceos.

O lagarto "Moby Dick" foi encontrado nas florestas secas do noroeste de Madagáscar e é o resultado de uma evolução diametralmente oposta à de outros lagartos sem patas, informou a entidade.

Os trabalhos da equipa de cientistas provenientes de França, EUA, Madagáscar e Alemanha foram publicados na revista Zoosystema, informou o CNRS.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG