Suspensas escutas de eventuais civilizações extra-terrestres

O sistema norte-americano de escutas para captar eventuais mensagens extraterrestres cessou as suas actividades desde 15 de Abril por falta de verbas, resultante das contenções orçamentais federais.

A diminuição dos fundos concedidos à SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) forçou esta organização com fins não lucrativos, instalada na Califórnia, a suspender a actividade dos seus 42 radiotelescópios, conhecidos como "Allen Telescope Array" ou ATA, desde 15 de Abril.

Estes telescópios situam-se no nordeste da Califórnia, quase 500 Km a norte de São Francisco, e são o principal instrumento de detecção de possíveis comunicações extraterrestres.

"A partir desta semana, o ATA foi suspenso devido a falta de financiamento para o funcionamento dos radiotelescópios de Hat Creek (HCRO), onde se situam", escreveu o líder da SETI, Tom Pierson, numa carta enviada aos doadores privados, datada de 22 de Abril e publicada no site de Internet da SETI.

"A suspensão significa que a partir desta semana, os equipamentos já não estão disponíveis para observações de rotina e a sua manutenção é assegurada por equipas fortemente reduzidas", acrescentou.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Henrique Burnay

Discretamente, sem ninguém ver

Enquanto nos Estados Unidos se discute se o candidato a juiz do Supremo Tribunal de Justiça americano tentou, ou não, há 36 anos abusar, ou mesmo violar, uma colega (quando tinham 17 e 15 anos), para além de tudo o que Kavanauhg pensa, pensou, já disse ou escreveu sobre o que quer que seja, em Portugal ninguém desconfia quem seja, o que pensa ou o que pretende fazer a senhora nomeada procuradora-geral da República, na noite de quinta-feira passada. Enquanto lá se esmiúça, por cá elogia-se (quem elogia) que o primeiro-ministro e o Presidente da República tenham muito discretamente combinado entre si e apanhado toda a gente de surpresa. Aliás, o apanhar toda a gente de surpresa deu, até, direito a que se recordasse como havia aqui genialidade tática. E os jornais que garantiram ter boas fontes a informar que ia ser outra coisa pedem desculpa mas não dizem se enganaram ou foram enganados. A diferença entre lá e cá é monumental.